Patrício Pitbull finaliza, chega a 25 vitórias no MMA e manda recado: "vou pegar meu cinturão de volta"

Artur Dantas,
Bellator

Patrício Pitbull entrou no cage circular da edição 153 do Bellator para uma tarefa que parecia menos complicada diante de Henry Corrales, escalado de última hora para substituir John Macapá. Apesar do pouco tempo de preparação, o norte-americano mostrou serviço e complicou o jogo para o potiguar no boxe, mas não foi páreo para o faixa preta de jiu-jitsu que finalizou no segundo round com uma justa guilhotina. Corrales agora acumula três derrotas em sequência na organização e não tem nenhuma vitória. Já Patrício garantiu a 25ª vitória da carreira, a 10ª por finalização, 3ª no Bellator. O evento foi realizado no Mohegan Sun Arena, em Uncasville, Connecticut (EUA). 

Na luta principal do evento, o campão dos meio-médios Andrey Koreshkov não deu boas-vindas nada agradáveis ao ex-campeão dos leves do UFC e WEC, Ben Henderson. Durante cinco round, Bendo foi amplamente dominado tanto em cima quanto no chão, e massacrado por chutes na linha de cintura e nas pernas, além de joelhadas e socos que resultaram em diversos knock downs ao longo do confronto. Ainda no card de cima, Evangelista Cyborg estreou com vitória por finalização (chave de calcanhar) sobre Brennan Ward aos 30 segundos do assalto inicial, enquanto Toninho Fúria acumulou a segunda derrota em duas lutas no Bellator ao perder por decisão dividida para Brent Primus. A sensação Michael Page, que já foi considerado o Anderson Silva britânico se levada em consideração a fase de ouro do brasileiro no UFC, venceu também por submissão (chave de pé) no primeiro round. 

Patrício Pitbull reencontra a vitória após perder cinturão

Novembro de 2015 não foi um bom mês para Patrício Pitbull. O brasileiro, que perseguia o cinturão dos penas do Bellator desde 2010, conquistou a cinta em 2014 após a queda de algumas lutas e recuperação de lesões, que englobaram desde uma fratura do dedão da mão direita em um dos combates agendados contra Straus até uma fratura no orbital de Pat Curran posteriormente. No entanto, no terceiro encontro com Daniel Straus, o potiguar acabou sendo superado por decisão unânime.

Nesta sexta-feira (22), Pitbull teve a chance de reencontrar a vitória diante de Henry Corrales, substituto do brasileiro ex-TUF 1 John Macapá. No início do combate, ambos se estudaram um pouco, mas Patrício dominou o centro do cage. Com boas movimentação e esquiva, o ex-campeão trabalhou bem as combinações de socos, mas os golpes de saída e overhands do americano fizeram Pitbull optar em levar a luta pro chão. Restando 2m51s, Patrício tentou a queda, Corrales defendeu mas o brasileiro acabou conseguindo o êxito já na grade, oportunidade que passou a guarda e tentou ajustar o kata-gatame. 

Henry conseguiu se defender bem, mas não sem antes ser acertado por algumas cotoveladas sem contundência do potiguar.  O combate voltou em pé e os dois novamente se estudaram com algumas trocas de socos até o final do round. 

No segundo assalto os dois iniciaram semelhante, tentando encontrar a distância. Patrício insistiu nos chutes nas costela e na perna de esquerda de Corrales, trocando a base para confundir o oponente. Henry continuou melhor nos golpes de saída e, notando a resistência do adversário, Patrício esquivou de um soco e levou a luta pro chão novamente, trabalhando na guarda fechada. Ao se levantar, Corrales deixou o pescoço exposto e Pitbull encaixou a guilhotina, forçando Henry a desistir do combate aos 4m09s.

Em entrevista após o combate, o potiguar falou sobre a estratégia da luta e mandou um recado para o campeão. “Ele [Corrales] é um lutador muito duro. Eu consegui fazer a estratégia que meu córner tava pedindo. Em pé ele estava muito ouriçado, jogando alguns golpes que eu não esperava, como muito mata-cobra. E eu segui a estratégia, botei pra baixo e consegui finalizar”, disse. Em inglês, complementou. “Estou preparado para tudo. Eu sou um lutador completo e eu quero ser o mais completo da divisão. Straus, eu vou esperar por você, cara. Eu vou pegar meu cinturão de volta. Esteja preparado”, encerrou.


Tags: Andrey Koreshkov Bellator 153 Ben Henderson Daniel Straus Henry Corrales Michael Page Patrício Pitbull Toninho Fúria
A+ A-