Número de lutadores assassinados no RN chega a três desde 2014

Artur Dantas,

Foto: Polícia 24h

Desculpem o tom policial neste momento de um blog voltado aos esportes de combate, mas o momento é necessário. Nesta quinta-feira (14), o ex-atleta de MMA do Rio Grande do Norte, Jalmir Ferreira (47), popularmente conhecido com Buda, foi assassinado a tiros na varanda de casa no bairro Ouro Negro, em Mossoró, região Oeste do estado. Buda foi um dos principais nomes das artes marciais do estado na década de 90 e meados de 2000.

Segundo vizinhos, Jalmir era usuário de droga e foi alvejado com cinco tiros de pistola. Até o momento a polícia investiga o caso. Quase seis anos antes, no entanto, Buda já tinha protagonizado outro caso de violência. Em 24 de julho de 2010 o lutador foi acusado de tentativa de homicídio contra o agente penitenciário e ex-cunhado, Klever Márcio.

O fato isolado do homicídio de Buda não seria considerado extraordinário não fosse um passado ainda mais sombrio. Em 2014, mais dois lutadores foram assassinados no Rio Grande do Norte. 

artigo_7915

Luiz de França, da Kimura Nova União, foi morto no dia 10 de fevereiro de 2014 pelo tenente da PM Iranildo Félix, encontrado sem vida em 17 dezembro do ano passado com sinais de enforcamento na sede do 5º Batalhão da Polícia.

Depois de França, também foi assassinado o então atleta da Pitbull Brothers Guilherme Rodrigues. No dia 12 de fevereiro de 2014, o lutador sofreu um atentado e recebeu vários disparos de calibre 380 quando estava numa casa de açaí localizada na avenida Ayrton Senna, uma das principais de Natal.



Tags: Buda Guilherme Rodrigues Iranildo Félix Jalmir Ferreira Luiz de França
A+ A-