Miocic cala Arena da Baixada após nocautear Werdum; Jacaré supera Belfort por nocaute

Artur Dantas,
Divulgação
Diante de 45 mil torcedores, o lutador americano de raiz croata nocauteou o “Vai Cavalo” no primeiro round.

A festa estava pronta na Arena da Baixada para a primeira defesa de Fabrício Werdum, mas Stipe Miocic veio disposto acabar com a brincadeira. Diante de 45 mil torcedores, o lutador americano de raiz croata não só nocauteou o “Vai Cavalo” no primeiro round, como também tirou o cinturão dos pesados dos domínios do gaúcho. No co-evento principal do evento, Ronaldo Jacaré também nocauteou Vitor Belfort no combate que o credenciou a uma disputa de título dos médios, hoje nas mãos de Luke Rockhold. O UFC 198 foi realizado em Curitiba, Paraná neste sábado (14) e madrugada do domingo (15).

No terceiro combate do card principal, Cris Cyborg fez a estreia no UFC depois de uma novela envolvendo a negociação para firmar um contrato com a organização, e fez bonito. Diante de Leslie Smith, a curitibana brilhou e anotou o 13º nocaute em 16 lutas no MMA. 

Antes disso, Maurício Shogun Rua travou um duelo difícil contra Corey Anderson, conseguiu dois knock downs no final do primeiro e segundo rounds, mas foi dominado com quedas pelo norte-americano. Apesar disso, saiu com a vitória por decisão dividida após três assaltos.

Também na contagem dos árbitro ficou o combate entre Warlley Alves e Bryan Barberena. Só que dessa vez, a melhor ficou com o lutador de fora por decisão unânime. Foi a primeira derrota em 11 combates no MMA do mineiro vencedor dos médios do TUF Brasil 3.

Mas se os brasileiros oscilaram bons e maus resultados card de cima, no preliminar a história foi bem diferente. Os lutadores da casa reinaram nos seis combates envolvendo atletas de fora e apenas um confronto ocorreu entre compatriotas: Serginho Moraes vs Luan Chagas. A luta terminou empatada após o finalista do TUF Brasil 1 ter sofrido com o jogo do estreante no primeiro round. 

Brilharam no card de baixo Demian Maia, que anulou Matt Brown novamente com um jogo de chão sem reparos, Thiago Marreta e Rogério Minotouro, aplicando um nocaute sobre Nate Marquadt e Patrick Cummins, respectivamente, John Lineker e Francisco Massaranduba, vencendo por  pontos, e Renato Moicano superando  Zubaira Tukhugov por decisão dividida. 

Confira abaixo os relatos das lutas.

Werdum é parado por Miocic e perde cinturão dos pesados

Stipe Miocic tinha uma missão difícil na luta principal da noite. Diante de 45 mil torcedores, o croata-americano teria que parar Fabrício Werdum, que tomou o cinturão de Cain Velasquez no ano passado. E precisou de apenas 2m47s para isso. 

Trocando chutes com o Vai Cavalo desde o início da luta, Miocic achou nas mãos rápidas o caminho para superar o gaúcho. Com alguns jabs, Stipe mostrou que buscaria o jogo de boxe quando defendeu o single leg com pouco mais de dois minutos de luta. Na trocação, Werdum teve um bom momento quando conectou dois bons socos no adversário, mas decidiu partir pra cima para encurralar Miocic na grade. O americano recuou e acertou um direto no queixo de Fabrício, que já caiu apagado. 

Jacaré passeia e nocauteia Belfort no primeiro round

Ronaldo Jacaré não deu espaço para Vitor Belfort no co-evento principal do UFC 198. O combate que valia a chance de lutar pelo cinturão dos médios do Ultimate, hoje nas mãos de Luke Rockhold, revelou o próximo contender. A luta começou com Jacaré buscando abafar o compatriota até conseguiu encurtar a distância e levar o confronto para o chão. Belfort defendeu bem a primeira, mas na segunda oportunidade, Jacaré conseguiu estabilizar a posição em cima e desferiu uma cotovelada que resultou em um corte no nariz, com sangramento abundante que atrapalhou a visão do carioca. 

O árbitro Osiris Maia interrompeu o combate para avaliação médica e, após a intervenção, o combate voltou na mesma posição. Ronaldo continuou o massacre com diversos socos, montou no adversário e conectou mais alguns golpes até a interrupção do combate. 

Após a vitória, Jacaré comentou: “Tô muito feliz. Sabia que ia fazer um grande trabalho porque todas as vezes que Deus me dá uma dificuldade eu me supero, e dessa vez não foi diferente”.

Sobre a possibilidade de lutar contra Rockhold, caso ele defenda com êxito o cinturão contra Chris Weidman, Jacaré afirmou: “Eu mereço a oportunidade de lutar pelo cinturão. Não tô pedindo. Eu conquistei. Primeiro, eu vou acabar com o Luke quando eu pegar ele”, garantiu. 

Cris Cyborg atropela Leslie Smith no estreia no UFC

Muito se especulou sobre a contratação de Cyborg pelo UFC, mas na edição 198, contra Leslie Smith, a espera acabou. Em peso combinado até 63 quilos, fez um combate digno das últimas apresentações pelo extinto Strikeforce e mais recente no Invicta, evento que detinha o cinturão até 66 quilos. O combate foi um monólogo. Cyborg não deu chances a Smith. Trabalhou o boxe, combinado com chutes, para extirpar qualquer chance da adversária. Com dois cruzados seguidos, Cris desenhou o final da luta. Smith caiu e foi durante golpeada no chão até a intervenção do árbitro central em apenas 1m21s do assalto inicial. 

Em entrevista, Cyborg declarou: "Estou realizando um sonho, obrigado a todos que vieram aqui. Tem muitos aqui que vieram na minha primeira luta. Quero agradecer a Deus e a Leslie por fazer parte disso”.

Demian Maia frustra Brown e pede disputa de cinturão 

Demian Maia travou um monólogo contra Matt Brown na luta que fechou o card preliminar. Ao longo de três rounds, o lutador multicampeão no jiu-jitu não tomou conhecimento do oponente. No primeiro round, aos 40 segundos, Brown já havia sucumbido ao solo do brasileiro na segunda tentativa e ficou com o brasileiro mochilado até o final do round, ora buscando a finalização, ora golpeando o rosto do adversário. 

No round seguinte, a mesma situação. Maia derrubou Brown aos 30 segundos e ficou nas costas dele até o final. Na terceira parcial, já sentindo o desgaste, Maia telegrafou as quedas e permitiu que Matt defendesse as entradas. O brasileiro chegou a colocar a guarda em uma das tentativas e acabou sofrendo dois golpes limpos no rosto, mas se recuperou e acabou na mesma situação dos rounds anteriores. A diferença é que Brown, no final do round, não conseguiu esconder o pescoço e acabou sendo finalizado por mata-leão aos 4m31s. 

Após o combate, Demian, que chegou a 11ª finalização da carreira, declarou: “Estou preparado para lutar pelo título. Eu vou pedir uma coisa para o Brasil, Estados Unidos, Europa… todo mundo da comunidade do jiu-jtsu brasileiro, peça para eu lutar pelo título pelas redes sociais. Esse é o meu sonho. Essa foi a minha quinta vitória consecutiva nesse peso. Ganhei oito lutas nessa peso e preciso da ajuda de vocês”, falou.

Thiago Marreta nocauteia Nate Marquadt no primeiro round 

Thiago Marreta teve diante de Nate Marquadt tecnicamente o seu oponente mais difícil até aqui  no UFC. Mas, na prática, o norte-americano não foi páreo para o jogo de muay thai afiado do brasileiro. Com muitos chutes, alguns devidamente revidados, e trabalhando alguns socos. Um deles, um cruzado de esquerda, fez “The Great” cair e o carioca aproveitou para ficar por cima, mas por pouco tempo. Em pé, no clinch, Marquadt se livrou do brasileiro com uma cotovelada que ficou na guarda. 

Em seguida, Marteta acertou um bom chute de esquerda, seguido de diversos socos encerrados por um cruzado de esquerda, que fez o gringo despencar aos 3m39s. Foi a quarta vitória seguida de Thiago na categoria dos médios.

Thiago pediu ainda citou três nomes que poderiam ser os próximos adversários no UFC. “Tem nomes como Michael Bisping, Derek Brunson e o que derrotou o Rafael Natal, Robert Whittaker. Deixem de me ignorar. Estou chegando”. 

Massaranduba faz combate intenso e vence Yancy Medeiros 

Francisco Massaranduba Trinaldo e Yancy Medeiros fizeram a melhor luta do card preliminar.  Durante três rounds, brasileiro e havaiano revezaram bons momentos na luta em pé, com golpes entrando limpo de ambos os lados. No início do combate, Massara conseguiu a queda, mas não manteve muito tempo o oponente no chão e ficou atentos  às tentativas de queda do brasileiro. 

O brasiliense permaneceu mais ativo, buscando quedas e acertando bons chutes e socos do adversário. Na metade do assalto, a luta ganhou em produção após os dois desistirem do jogo mais agarrado em pé. No final da parcial, Massaranduba acertou muitos direitos e cruzados de esquerda, além de uma joelhada. 

No segundo round, a luta permaneceu movimentada, mas com Trinaldo mostrando sinais de desgaste por causa da dinâmica dos cinco minutos anteriores. “The Kid” aguentou bem os overhands na curta distância. Yancy aceitou o jogo de solo, defendeu um triângulo de Massaranduba e, ao levantar, sofreu um chute no rosto. O havaiano trabalhou muito bem também os chutes rodados, mas foi um cruzado de direita no final do round que fez Massaranduba cair e resistir até o sinal indicando o final de combate. 

Na última parcial, Yancy parecia mais inteiro, mas Massaranduba “caiu pra dentro”. Insistiu nos cruzados de esquerda e overhands de direita, que fez Medeiros sentir, cair e levantar. Após nova investida de Trinaldo, Yancy caiu novamente, ficando na posição norte-sul com vantagem para o brasileiro que ficou na posição dos 100 quilos desferindo socos no rosto. A luta voltou em pé e os dois protagonizaram uma verdadeira batalha, com troca de golpes de um lado e do outro, com nova queda para a conta de Massaranduba após Yancy cambalear em cima se apoiando na grade. Yancy raspou, ficou na meia guarda soltando socos curtos na costela quando restavam poucos segundos para o final, mas sem muito tempo para trabalhar. Resultado para o brasileiro por decisão unânime com contagem de 29-26, 30-27, 30-26.

Jonh Lineker derrota Rob Font com apresentação sólida

Na segunda luta desde que migrou dos moscas para os galos, Lineker mostrou que a diferença de altura e envergadura não são um problema tão grande quando se sabe como trabalhar o boxe. Contra Rob Font ele mostrou isso. 

Ao logo de três round, o paranaguaense alternou muito bem os golpes no rosto, linha de cintura e chutes para minar a movimentação do oponente. 

Mais agressivo no combate e com bom domínio do centro do octógono, “Mãos de Pedra” não conseguiu o esperado nocaute, mas minou durante 15 minutos as valências do norte-americano de 1,72m contra 1,57m do paranaense. 

Fintando os jabs e cruzados de esquerda com eficientes cruzados e diretos de direita, Lineker encurralou Rob ao longo de três rounds. 

Restando 1m41s para o final da primeira parcial, Lineker acertou um bom chute na perna da frente do adversário que o fez cair. No final do round, o brasileiro conseguiu ir para o chão, mas a luta voltou em pé com vantagem na trocação para o atleta da casa. 

O segundo round seguiu mais ou menos a mesma dinâmica, com as combinações de socos de Lineker e a variação entre o rosto e a linha de cintura, com um breve momento de vantagem no chão para Font. 

A vantagem para Lineker ficou clara mesmo no último round. Andando para trás após sentir as investidas, Font acabou se jogando no chão para impedir o ímpeto de John que ficou batendo por cima, mas permitiu que a luta voltasse em pé após um breve castigo em Font. Depois, Lineker conectou um direto, sentido por Rob, e a luta se desenrolou no chão mais uma vez, com Font se levantando novamente. Já nos instantes finais, o brasileiro colocou outro bom soco, Font caiu e se defendeu da guilhotina. Lineker ficou com a vitória por decisão unânime com 30-27, 29-28, 30-26.

Rogério Minotouro faz luta estratégica e nocauteia Cummins

Rogério Minotouro Nogueira entrou no octógono do UFC pressionado por duas derrotas seguida, para Anthony Johnson, por nocaute, e para Maurício Shogun, por decisão unânime. Diante do wrestler Patrick Cummins, no entanto, foi diferente. 

No primeiro minuto de combate, os dois lutadores se estudaram, e a vantagem ficou com o norte-americano, que trabalhou muito bem a distância com chutes nas pernas do brasileiros. 

Minotouro evitou bem as tentativas de queda do oponente e seguiu bem a estratégia para acertar a distância e trabalhar o boxe. 

A balança pendeu para o lado do baiano a partir da metade do round quando Lil Nog conseguiu conectar bons socos que fizeram o adversário andar para trás. Na curta distância, Nogueira ainda conseguiu clinchar o pescoço de Cummins e desferir uma joelhada no corpo. 

Mas foi no final do assalto que Minotouro se firmou. Restando pouco mais de 40 segundos, ele fintou um jab de esquerda e acertou um cruzado de direita fortíssimo, abalando Patrick que se apoio com as costas na grade, recebeu mais socos contundentes, caiu e travou a perna do lutador da Team Nogueira. Cummins se levantou e foi acertado por mais socos até a intervenção do árbitro central Leon Roberts aos 4m52s. 

Serginho sofre com estreante e empata com Luan Chagas

Serginho Moraes tinha uma tarefa que não parecia das mais perigosas na segunda luta do card preliminar. Parecia. Diante do invicto Luan Chagas, estreante no Ultimate, o finalista da primeira edição do TUF Brasil 1, no entanto, sofreu no primeiro round e chegou perto de ser nocauteado.

Chagas não mostrou ter sentido o peso da estreia e fez uma apresentação consistente diante dos três vezes campeão mundial de jiu-jitsu. Acertando bons chutes e trabalhando bem a distância, Luan não permitiu que Serginho conseguisse colocá-lo para baixo em nenhuma oportunidade no primeiro round. No entanto, na curta distância, Serginho revidou os ataques do oponente com um bom uppercut na metade do assalto, respondido com um chute limpo que entrou em cheio no rosto do paulistano, golpeado no chão por Luan, mas que não quis saber de ir pro chão com Moraes. 

No final do round, Luan acertou um direto em Serginho que novamente sentiu o golpe e caiu. Em pé, foi novamente acertado por um chute alto de esquerda e acabou com as costas na grade. 

No assalto seguinte, Serginho voltou melhor e acertou um overhand de direita em cheio em Chagas, seguido de um cruzado de esquerda. As ações foram equilibradas pelo curitibano ao retomar os chutes no corpo e nas pernas de Serginho, com boas combinações de cruzado em cima. O maior volume de golpes, entretanto, cobrou um preço. Na metade do round, Luan sentiu o gás e permitiu que Serginho começasse a impor o jogo. Moraes fintou um cruzado, Chagas baixou a cabeça e foi pego em uma guilhotina. bem defendida.

A luta voltou em pé para um pouco mais de ação. Ao tentar a queda, Serginho foi surpreendido com um giro plástico que o deixou nas costas do adversário. Porém, restando 15 segundos para o final, Moraes raspou e acabou por cima. 

No último round, Serginho refutou a aproximação do oponente com uma joelhada no corpo e, com Luan já cansado, colocou em prática o jiu-jitsu ao quedar o estreante antes do primeiro minuto. Serginho passou a guarda, pegou as costas e tentou colocar os ganchos. Luan atacou a perna para encaixar uma chave e buscou a finalização, mas esbarrou na defesa de Chagas. No final do round, Serginho ainda armou o triângulo porém não havia mais tempo para nada. Para surpresa de ambos, o combate foi declarado empate com pontuação 29-28, 28-29, 28-28.

Renato Moicano consegue vitória apertada sobre russo

Invicto no MMA, Renato Moicano travou um combate parelho contra o russo Zubaira Tukhugov. No primeiro round, após sofrer um soco no olho, o brasileiro caiu de produção, mas se recuperou muito bem do jogo de solo do russo e colocou para valer as defesas de queda e o jiu-jitsu para sair com a 10ª vitória da carreira com pontuação 29-28, 28-29, 29-28.

“Eu levei um soco no olho que me atrapalhou no primeiro round, mas eu consegui me recuperar nos outros. Ele é um campeão mundial de wrestling e sambô, e eu consegui derrubar as quedas dele com jiu-jitu e judô”, disse em entrevista.

UFC 198

Data: 14 de maio de 2016

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

CARD PRINCIPAL 

Stipe Miocic derrotou Fabricio Werdum por nocaute (socos) Round 1, 2:47

Ronaldo Jacaré derrotou Vitor Belfort por nocaute técnico (socos) - Round 1, 4:38

Cris Cyborg derrotou Leslie Smith por nocaute técnico (socos) Round 1, 1:21

Mauricio Shogun derrotou Corey Anderson por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28) - Round 3, 5:00

CARD PRELIMINAR 

Demian Maia derrotou Matt Brown por finalização (mata-leão) - Round 3, 4:31

Warlley Alves derrotou Bryan Barberena por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28) - Round 3, 5:00

Thiago Marreta derrotou Nate Marquardt por nocaute (socos) - Round 1, 3:39

ohn Lineker derrotou Rob Font por decisão unânime (30-27, 29-28, 30-26) - Round 3, 5:00

Rogério Minotouro derrotou Patrick Cummins por nocaute técnico (socos) Round 1, 4:52

Francisco Massaranduba derrotou Yancy Medeiros por decisão unânime (29-26, 30-27, 30-26) - Round 3, 5:00

Serginho Moraes empatou com Luan Chaga (29-28, 28-29, 28-28) Round 3, 5:00

Renato Moicano derrotou Zubaira Tukhugov por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28) - Round 3, 5:00


Tags: Fabrício Werdum Ronaldo Jacaré Stipe Miocic UFC 198 Vitor Belfort
A+ A-