Com intervenção polêmica, argentino nocauteia brasileiro no TUF Brasil 2

Artur Dantas,

Não poderia ser diferente o resultado da sétima luta do TUF 2. Quando o assunto é Brasil vs Argentina, qualquer final dá margem para polêmica e foi o que aconteceu no mais recente capítulo do reality, que teve a participação da lenda do MMA e ex-campeão do UFC, Chuck Liddell. O argentino Santiago Ponzinibbio (Time Verde – Minotauro) fez uma luta agitada contra Márcio Pedra (Time Amarelo – Werdum) e nocauteou o oponente ainda no primeiro round.

A luta foi uma das melhores até o momento. Ambos os lutadores foram para a briga e aceitaram a trocação. Pedra começou melhor, variando chutes altos e na perna do argentino, enquanto Santiago trabalhava boas combinações de jabs e diretos.

As ações vinham equilibradas, sem vantagens claras para um ou outro lado. Mas foi aí que Pedra acertou um cruzado de esquerda levando Santiago a knock down aos dois minutos de luta. A partir daí, o atleta do time verde trabalhou o ground and pound e esperou o momento para encaixar a finalização. Em um desses instantes, Márcio bobeou, perdeu a posição ao sair da meia guarda para a montada e permitiu que o oponente se levantasse.

Dessa vez, Santiago foi mais efetivo e colocou mais precisão nos golpes. Um deles foi um direto de direita que balançou Pedra. Em seguida, um cruzado entrou no queixo do lutador, que caiu tentando colocar a guarda. Porém, o árbitro central Mário Yamasaki interrompeu o combate, garantindo a quarta vitória do time verde na competição. O resultado da casa agora está 4 para o time de Minotauro e 2 para Werdum.

Polêmica

Com a intervenção da luta, os técnicos e lutadores do time amarelo ficaram “na bronca” com Yamasaki, alegando uma intervenção prematura. Wanderlei Silva foi o mais exaltado e ao estilo Cachorro Louco não escondeu a insatisfação com o árbitro.

Pouco depois de intervir e dar a luta por encerrada, Yamasaki teve que ouvir o brasileiro soltar os cachorros: “Vai tomar no c..., Yamasaki", "Juizinho de bosta" e "Que cagada, hein?”, foram algumas das frases.

Em sua defesa, o árbitro declarou que já tinha ouvido Wanderlei gritando da arquibancada, mas “agiu no intuito de preservar a integridade do atleta”. No entanto, Márcio Pedra disse estar bem no momento da parada e lembrou ao árbitro que o oponente também havia sofrido um knock down e nenhuma ação havia sido tomada.

Nova luta

Com o corte de Yan Cabral, que venceu David Vieira por finalização no episódio três (e quebrou a mão), o time Werdum teve o direito de repor um lutador para o grupo e o escolhido para voltar foi Daniel Gelo, que agora enfrentará Cleiton “Foguete”.

Na semana que vem, além da luta entre os dois, será realizada a repescagem na qual será decidido quem terá direito a mais uma chance na casa. É esperar para ver.


Tags: Márcio Pedra Santiago Ponzinibbio time Minotauro time Werdum TUF Brasil 2
A+ A-