Ciro Bad Boy vence e salva RN no 1º Round Combat; Caião finaliza Felipão na luta principal do evento

Artur Dantas,

por Helliny França

A segunda edição do 1º Round Combat não foi como planejado para o Rio Grande do Norte. Dos nove combates envolvendo os atletas da casa contra lutadores de fora, apenas Ciro Bad Boy Rodrigues conseguiu brilhar e derrotou Edilberto “Crocotá”, por decisão unânime dos árbitros, no coevento principal da noite. Caião Alencar, escalado de última hora para substituir o lesionado Fábio Maldonado, fez uma luta intensa com Felipão Dantas (ex-TUF Brasil 3) e saiu com a vitória após finalizar o lutador com armlock O evento foi realizado na noite desta sexta-feira (6), no ginásio Nélio Dias, na zona Norte de Natal. 

Ainda no card principal, Juliana Velasquez reteve o cinturão até 61 quilos do evento após nocautear Elaine Albuquerque no primeiro round. Em uma das melhores lutas do card, Tarciano “Pintinho” fez uma luta bastante movimentada com Felipinho Silva e sofreu com a atuação do atleta da Pitbull Brothers, que não voltou para o segundo round em virtude de um nocaute técnico (interrupção médica), explicado pelas cotoveladas desferidas pelo adversário no final do assalto inicial. 

No card preliminar, o fato estranho ficou por conta do confronto entre Silmar Rodrigo e Sandro Apaga a Luz. No primeiro round, Silmar sinalizou um pedido de tempo e o árbitro central interrompeu o combate, dando vitória ao adversário por desistência. A explicação veio pouco tempo depois. Silmar não se adaptou ao novo protetor bucal, sentiu ânsia de vômito e o combate foi encerrado mais cedo.

Outra situação adversa ocorreu até mesmo antes de uma das lutas mais aguardadas da noite. Tarcísio “Psycho” Pierre fazia o aquecimento no vestiário para o combate contra Yuri “Jason” Mariano, mas escorregou em uma grade de proteção, sofreu um ferimento no dedo e teve que passar por uma sutura, inviabilizando a luta. 

Mas, nem só de problemas foi feito o card. Jefferson Spider Rodrigues fez uma luta sem muitos atrativos com Antônio Pompeu e venceu por decisão unânime dos árbitros, enquanto Maurício “Dedinho” não evitou o jogo estratégico de Alexandre “Macaco”, na categoria até 77 quilos, que durante os três rounds explorou as quedas e teve sucesso em manter o lutador da Pitbull Brothers com as costas no solo durante boa parte da luta. 

Já nas categorias mais leves, Mateus “Pitbull” Vasco fez um dos melhores combates da noite contra Daniel Virgínio, que finalizou o adversário com uma guilhotina justa, enquanto Maycon Silva “Boca” não tomou conhecimento de Alan Gomes e conseguiu um nocaute limpo, apagando o potiguar. 

Confira abaixo os relatos das lutas

Abraão Amorim vence Augusto Abdias por decisão unânime 

O primeiro round foi disputado,. Abraão conseguiu ser mais agressivo do que o adversário, conectou uma boa sequencia de golpes. com Abdias respondendo aos ataques do oponente. Abraão ainda conseguiu aplicar um knockdown no primeiro round. Logo no início do segundo round, Abraão consegui  derrubar novamente, passou para as costas de Abdias e tentou encaixar uma guilhotina, desferiu uma sequência no rosto do adversário para tentar liberar o pescoço e encaixar a posição de finalização. Abdias defendeu a investida, e conseguiu ir para guarda do atleta da equipe Primeiro Round Team, passando a trabalhar no ground and pound. Abraão tentou pegar o braço de Abdias, que defendeu o golpe. Na sequência Abraão voltou a castigar o oponente com socos na linha de cintura. O terceiro round começou com Abraão procurando o clinch na grade, na tentativa de levar a luta para o solo. Porém, o lutador da academia Pitbull Brothers surpreendeu e aplicou uma queda, caindo por cima. Amorim conseguiu inverter a posição, a luta ficou amarrada no solo. O juiz interrompeu o combate e mandou seguir em pé. Abdias tentou aplicar uma guilhotina em pé, mas não teve sucesso. Novamente a luta foi para o chão, os lutadores ficaram na luta de solo, trocando golpes pouco efetivos até o fim do combate. Abraão Amorim saiu com a vitória por decisão unânime dos juízes ( triplo 29-28).

Atleta da Nova União “Carlim” bate Amaury Jr por decisão unânime

Os atletas se estudaram nos primeiros segundos de luta e trocaram poucos golpes, Amaury tentou aplicar uma queda, mas seu adversário defendeu. “Carlim” trabalhou chutes na linha da cintura para manter a longa distância. O atleta da BTT Amary Jr voltou a tentar derrubar seu oponente, os dois clincharam na grade, Jr tentou “mochilar” para aplicar uma guilhotina, mas seu oponente defendeu a posição. A luta voltou ao centro do cage, o atleta da Nova União conseguiu derrubar, porém optou por não trabalhar a luta de solo e esperou seu adversário levantar. 

Os atletas começaram o segundo round com cautela, trocaram poucos golpes, até que “Carlim” ganhou confiança no combate e partiu para a trocação, desferiu golpes duros em Amaury. “Carlim” se manteve dominante no confronto por um momento, conseguiu acertar boas sequências no rival, trabalhando os low kicks.  O atleta da BTT respondeu aplicando um knockdown. “Carlim” voltou a soltar chutes, e conseguiu emplacar uma queda. O combate voltou a ficar em pé e foi a vez de Amaury levar a luta para o chão, no solo Amary encaixa  uma chave de calcanhar, porém” Carlim” resistiu. Em pé, “Carlim” continuou a investir em chutes baixos, Amaury aplicou mais uma queda,  e cai por baixo, ficando com as costas no chão do cage. Porém, seu oponente evitou entrar na guarda do adversário. A luta voltou em pé e Amaury acertou uma boa sequência de socos no rival. O combate acaba com os atletas no chão. Carlos Eduardo vence por 29-28, decisão unânime.

Alexandre “Macaco” supera Maurício “Dedinho” e vence por decisão unânime 

Nos primeiros momentos de luta “Macaco” conseguiu derrubar “Dedinho”, e seguiu golpeando o adversário. O atleta da equipe Pitbull Brothers tentou defender segurando as mãos de “Macaco”. “Dedinho” tentou mudar de posição, porém seu adversário segurou o combate no solo, a luta ficou “amarrada” até o final do primeiro round. 

No segundo round o atleta da Black Team de Fortaleza conseguiu aplicar outro knockdown. “Macaco” conectou poucos golpes na linha de cintura do seu adversário. A juíza central interrompeu e pediu para o combate seguir em pé. Os atletas trocaram alguns golpes e voltaram a trabalhar na luta agarrada. “Dedinho” pressionou seu oponente na grade, porém o atleta da Black Team conseguiu derrubar novamente.

No terceiro round “Dedinho” voltou a pressionar na grade, Macaco procurou a luta de chão. “Dedinho” ficou com as costas no solo, e “Macaco” acertou alguns golpes sem contundência. A lutador da Pitbull Brothers tentou usar a grade para tentar levantar. A juíza mandou o combate novamente seguir em pé, os dois partiram para a trocação e mais uma vez “Macaco” aplicou um knockdown. A luta seguiu amarrada no chão até o fim do último round. Alexandre “Macaco” venceu por decisão unânime dos juízes (30-27).

Jefferson “Spider” leva a melhor no embate com Pompeu e sai com a vitória por decisão unânime

Pompeu toma iniciativa de procurar o combate. “Spider” procurou se movimentar para evitar que seu adversário encontre a distância para golpeá-lo. Pompeu encurtou a distancia e foi para o clinch, mas logo os atletas se desvencilharam. Pompeu trabalhou os chutes, os lutadores trocaram alguns golpes, Pompeu tentou aplicar uma queda mas “Spider” defendeu bem a investida. O atleta da equipe Hikari soltou um high kick que jogou “Spider”  em cima das grades. Pompeu levou a luta para o chão, porém o lutador da academia Primeiro Round Team conseguiu rapidamente voltar em pé. Pompeu acusou um golpe baixo e a luta foi interrompida por alguns segundos. Quando o combate retornou, “Spider” passou a conduzir a luta e encurralou Pompeu na grade que reagiu com uma sequência de socos. Os dois partiram para a trocação franca, e o round terminou equilibrado. 

No terceiro round o atleta da equipe cearense trabalhou os chutes, e manteve a vantagem. Pompeu tentou levar a luta para o solo mas o seu adversário defendeu a queda. “Spider” ditou o ritmo da luta e manteve o controle do cage, Pompeu esperou as para trabalhar no contra golpe. “Spider” acertou um low kick  e o atleta da Hikari sentiu o golpe, os lutadores partiram para a trocação franca no final da luta. Jefferson ”Spider” saiu com a vitória por decisão unânime por 29-28.

Sandro “Apaga Luz” vence Silmar Rodrigo por desistência

Os atletas trocaram alguns golpes sem efetividade no início do combate, Silmar levou seu adversário para o clinch na grade, Sandro da equipe V8 MMA conseguiu aplicar uma queda, mas Silmar defendeu em seguida. Depois foi a vez do atleta da GT Fight pressionar e tentar derrubar o rival, até que Silmar sinalizou para o juiz pedindo um tempo, e o juiz interpretou como desistência e encerrou o combate. Apesar do protesto de Silmar o juiz manteve a decisão. Sandro “Apaga Luz” levou a vitória por desistência do adversário. 

Atleta da Kimura Daniel Virgínio  finaliza  Mateus Vasco ainda no 1° round

O combate começou movimentado. O atleta da Pitbull Brothers, Mateus, acertou um low kick no oponente. Mateus pressionou Daniel no clinch, que conseguiu sair da posição em seguida, e passou a desferir chutes baixos. Os dois seguiram trocando, até que Mateus tentou entrar nas pernas de Daniel para aplicar o double leg. Daniel aproveitou para encaixar uma guilhotina, em seguida levou a luta para o solo e ajustou posição, obrigando Mateus a bater, e desistir do combate.

Maycom “Boca" é efetivo e nocauteia Alan Gomes no 1° round 

A luta começou com Alan desferindo chutes baixos, até que “Boca” acertou um direto em cheio no rosto do oponente. O lutador da Team Nogueira sentiu o golpe e caiu no cage. O atleta da Nova União aproveitou para desferir uma dura sequência no rosto do adversário que ficou desacordado, em seguida o juiz interrompeu o combate.

Juliana Velasquez bate Elaine Albuquerque e mantém título

Elaine trabalhou os chutes no início do combate, Juliana respondeu também com um chute, a lutadora da Team Nogueira procurou encurtar a distância. Juliana manteve o domínio do cage. A atleta da Kimura optou por trabalhar no contra golpe, apostou nos lows kicks para minar as pernas de sua adversária. Juliana sentiu os golpes e diminuiu a movimentação, até acertar um soco no queixo de Elaine que caiu na grade. Velaquez aproveitou para golpear duramente a rival no chão, até a juíza interromper a luta. Juliana Velasquez venceu por nocaute técnico e manteve o titulo da categoria feminina dos galos.

Tarciano “Pintinho” sai com a vitória por nocaute técnico em cima de Felipe Silva  

Felipe começou demonstrando mais agressividade na luta,  indo para cima do adversário. “Pintinho” respondeu com um cruzado, e “Felipinho” sente o golpe. Felipe acerta uma sequência no oponente que cai na grade, o atleta da Pitbull Brothers continuou desferindo golpes duros, porém o lutador da equipe Primeiro Round Team absorveu bem os golpes e resistiu. Felipe levou a luta para o solo e encaixou um mata-leão, “Pintinho” defendeu o golpe, mas continuou em desvantagem no chão. “Felipinho” pressionou nas costas do adversário que defendeu, raspou e foi para a guarda do oponente. ”Pintinho” acertou uma cotovelada no rosto do rival, o golpe abriu um corte na testa de Felipe. O juiz encerrou a luta devido ao ferimento do lutador da Pitbull Brothers. Tarciano “Pintinho” saiu com a vitória por nocaute técnico, e levou o cinturão da categoria peso-mosca para casa.

Edilberto "Crocotá" vs Ciro "Bad Boy" Os atletas se provocam no início do combate, “Crocotá” acertou um direto e Ciro respondeu com um chute. O lutador da Kimura Nova União conectou um soco e “Crocotá” sentiu o golpe e caiu no chão. “Bad Boy” foi para a guarda do adversário. Edilberto procurou segurar as mãos do oponente. A luta ficou amarrada no chão até o fim do round. “Bad Boy” acertou um high kick no início do segundo round, “Crocotá” respondeu com uma sequência de socos. Ciro aplicou um double leg, levando a luta para o solo. Ciro desferiu alguns socos na linha de cintura do oponente, “Crocotá” se defendeu segurando as mãos de “Bad Boy”, e a luta voltou a ficar amarrada. O juiz interrompeu e retornou o combate em pé. Ciro voltou a derrubar no terceiro round. O cenário do round anterior se repete, a luta fica amarrada no solo, poucos golpes foram trocados. Ciro se desvencilhou do rival e desferiu uns diretos no rosto do adversário, sem muita contundência. A luta volta ao chão e “Crocotá” conseguiu inverter a posição, ficando na guarda de Ciro. “Crocotá” tentou aplicar um triângulo de mão, tentou ajustar o golpe mas e “Bad Boy” resistiu. Ciro “Bad Boy” venceu por decisão unânime dos juízes.

“Caião” Alencar finaliza “Felipão” Dantas com um armlock 

A principal luta da noite começou com “Caião” trabalhando chutes, “Felipão” se defendeu com uma sequência de socos, o atleta da Kimura respondeu da mesma forma, e levou o oponente para a grade, passou a aplicar joelhadas. O atleta da Evolução Thai/Kioto acusou um golpe baixo e o juíz interrompeu o combate. Quando o combate voltou, “Caião” conseguiu derrubar, ficando na meia guarda, e desferiu golpes na linha da cintura. O lutador da Kimura tentou pegar o braço de Felipe, que por sua vez conseguiu voltar em pé, porém por pouco tempo, até que “Caião” aplicou novamente um knockdown. Alencar conseguiu pegar o braço de Felipe e encaixou um armlock, depois ajustou a posição, até Felipe bater, decretando o fim do combate aos 3 minutos e 56 segundos de luta.


A+ A-