Colônia de férias é o ideal para pais que continuam trabalhando

Gerlane Lima,

O verão já chegou e as férias escolares também. Este é o momento perfeito para que a rotina das atividades infantis seja desacelerada e para que os pais busquem opções saudáveis, lúdicas e divertidas de lazer e entretenimento para seus filhos.

Depois de um ano inteiro de estudos, esportes, idiomas e outros estímulos físicos e intelectuais, os pequenos estão com todo o tempo livre e cheios de energia, mas, enquanto isso, muitos pais continuam trabalhando e não conseguem dar toda atenção que as crianças merecem.

Com o intuito de agradar os pequenos e auxiliar os pais, a Roboeduc, escola especializada em Tecnologia e Robótica para alunos de todas as idades, lançou mais uma edição da colônia de férias. Este ano, a escola traz uma edição especial, que vai focar na cultura Maker, do “faça você mesmo”, para estimular as crianças e proporcionar passatempos que unam diversão com aprendizado, sem deixar de lado, é claro, as aulas de programação, as atividades envolvendo a robótica e modelagens 3D, que já são desenvolvidas durante todo o ano na Roboeduc.

Estimular a criatividade, sem esquecer da diversão, é o principal objetivo da Roboeduc na colônia de férias. Para os pais, que continuam trabalhando e cumprindo seus horários tranquilamente, a ação torna-se um suporte a mais no dia a dia. Além disso, tem o prazer de saber que o filho estará gastando energia brincando, mas também aprendendo. “Final de ano é o período mais longo de férias escolares e os pais têm essa opção, que estimula o desenvolvimento da criança. Além disso, todas as práticas realizadas incentivam a reciprocidade, respeito mútuo e trabalho em equipe, gerando um impacto muito positivo na formação infantil”, conta a coordenadora pedagógica da escola, Jadiliana Tavares.

Durante a programação, além das oficinas de robótica, também são trabalhadas as brincadeiras mais atuais, como oficinas de Slime e YouTube. As brincadeiras tradicionais, como amarelinha, pique-esconde e pular corda também fazem parte da programação. “A gente corre, brinca, mas o que eu mais gosto é de montar robô, já montei carro e avião”, comenta Igor Dantas, de 9 anos, participante ativo da Colônia de Férias.

A pedagoga Jadiliana Tavares revela que é possível se divertir e aprender nas férias.  “Desde que o estilo mais tradicional de ensino seja deixado de lado e que o tempo livre das crianças seja explorado com brincadeiras e atividades que possibilitem maiores estímulos, dá para inserir conhecimentos das disciplinas da grade comum curricular nas brincadeiras. Para as crianças e adolescentes, é preciso fazer com que eles enxerguem algum significado no que estão fazendo”, diz.

O diretor executivo da Roboeduc, Cássio Leandro, explica que as crianças ficam mais felizes e associam saberes mais facilmente durante uma atividade mais lúdica. “É por meio dessas atividades que as crianças e os adolescentes criam, consertam e modificam objetos do seu jeito, com suas próprias mãos, o que torna essa experiência bastante significativa, já que desenvolve a criatividade e o talento para a área tecnológica. É fundamental proporcionar experiências educativas no campo da diversão”, conta.

Toda a programação já está sendo realizada no Complexo Tecnológico da Roboeduc, em Morro Branco. Todo o plano de atividades é indicado para crianças a partir dos três até 14 anos de idade. A colônia de férias tem duração de três horas, nos horários da manhã e tarde. As atividades seguem até o dia 20 de dezembro, com uma pausa durante as festividades de Natal e Réveillon, e retornam no dia 7 de janeiro de 2020, seguindo até o dia 17 do mesmo mês. 

Tags: Colônia de férias Roboeduc
A+ A-