Luiz Pié: revelação na MPB

Nicolau Frederico,

Procurei, pesquisei novamente, como fiz no artigo anterior, "Álbum de Natal". A mídia brasileira ainda não o descobriu. Sorte maior tiveram os cariocas, paulistas e também os asiáticos (Japão, Cingapura, Indonésia) e europeus (França) que já o conhecem.

Como não poderia deixar de ser, ele é mais uma das grandes revelações feitas pelo "mestre" Roberto Menescal e marca este nosso último artigo do ano de 2014. Em 2013, Menescal revelou a pernambucana de Garanhuns, Andrea Amorim, grande sucesso que mereceu até um CD com o seu mestre, "Alma de Bossa Nova".   

Luiz Fernando Gonçalves Martins, hoje mais conhecido como Luiz Pié, foi uma criança que morou em Poá, em São Paulo. Hoje, com 25 anos, seu sonho se torna realidade, cantor de MPB ganha o mundo com sua linda voz. Já percorreu Indonésia, Singapura e França fazendo show, sem contar o sucesso que faz aqui no Brasil.

A sua história começou com oito anos na Aldeias Infantis e foi até os dezessete. Segundo ele, foram nove anos dos quais ele viveu muitos momentos de infância feliz, jogou futebol com os amigos, escutou música na praça e também teve oportunidade de ter mães sociais que ele lembra com muito carinho e saudade. Além do amor maternal, ele também teve a amizade de oito irmãos, que até hoje mantém contato.  “É uma história linda, tenho orgulho de ter sido da Aldeias!” afirma Luiz.

Luiz Pié, estudou música popular e teve uma passagem pela bossa nova para criar um jeito novo e diferenciado de cantar. Com influências diversas da bossa ao samba, passando pela MPB, Pié garimpou pérolas de novos e antigos compositores. Com sua voz de timbre privilegiado e seu estilo jovem e carismático de cantar, cria novas roupagens para antigos sucessos e interpretação vigorosas para a musicas inéditas.

A foto que ilustra este artigo não foi tirada nos anos 70. Nem no Carnegie Hall. Nem no Blue Note. Nem no Bourbon Street. Mas esse cantor merece estar em todas elas - e no mundo todo. Conheçam Luiz Pié, aplaudido aos gritos "Emílio não morreu" (alusão a Emilio Santiago, também revelado e produzido por Roberto Menescal) no encerramento do Circuito Carioca de Bossa Nova. Foto por Vinícius Giffoni

Pié foi entrevistado no programa "Armazém Cultural", produzido e levado ao ar pela Rádio MEC AM. Confira aqui a íntegra entrevista.

Mas, ninguém melhor de quem descobriu essa revelação para apresentar as qualidades deste jovem músico e cantor. Menescal gravou e divulgou e gravou este vídeo que posto aqui neste "Espaço MPB". 


Com informações de Apta Produtora, Comunicação & Marketing e YouTube. Foto de Vinicius Giffoni

Tags: Albatroz Gravadora Bossa Nova Luiz Pié MPB Rádio MEC AM Roberto Menescal YouTube
A+ A-