Álbum de Natal

Nicolau Frederico,

Procurei formas, imagens, sons, textos e mensagens para deixar neste "Espaço MPB" nesta semana que antecede a Noite do Natal.

Pesquisei na Web, troquei ideias com amigos e colegas, recorri a livros, revistas e jornais. Pensei bastante, pois desejo levar para você que me prestigiou neste 2014, uma mensagem e algo simples e criativo, mas que represente a verdadeira história de nossa Música Popular Brasileira.

De tudo que consegui ler, assistir, conversar, ouvir, acompanhar e analisar, encontrei o "Álbum Itaú Cultural" que faz a homenagem especial "É Natal". O "Álbum" é resultado do trabalho dos núcleos de Música e Comunicação do Itaú Cultural.

É uma síntese daquilo que eu queria levar para você, internauta! E não poderia ser diferente. São as músicas natalinas, os seus compositores,intérpretes e cantores brasileiros.

Espero que os da minha geração possam recordar e os da nova geração ouvirem com atenção as belas músicas de nossa MPB que nossos antepassados nos passaram e ficaram para sempre.

Como bem diz o texto na homepage "Um fim de ano quase sempre é parecido com todos os anteriores: especiais de TV, retrospectivas do que rolou na temporada, listas dos melhores discos, filmes e livros, avenidas e prédios enfeitados e votos para que a próxima safra seja melhor."

E continua afirmando que "uma das datas mais comemoradas pelo comércio, o Natal também não passa despercebido de compositores e intérpretes brasileiros desde as primeiras décadas do século 20. Como em outros países, artistas e grupos lançam canções que tematizam o nascimento de Jesus Cristo, a ingenuidade em torno da lenda do Papai Noel ou, ainda, as desigualdades sociais e o consumismo desenfreado."

E conclui dizendo que "alguns criadores conseguem emplacar suas músicas para além do 25 de dezembro. O campeão é Assis Valente (1911-1958), municiador de hits de Carmen Miranda (“Camisa Listrada”, “E o Mundo Não se Acabou” e “Minha Embaixada Chegou”) e presente nesta playlist com duas marchas: a crítica “Boas Festas” (“Já faz tempo que eu pedi/Mas o meu Papai Noel não vem/Com certeza já morreu/Ou então felicidade/É brinquedo que não tem”), gravada por Carlos Galhardo em 1933, e “Recadinho de Papai Noel”, interpretada pela Pequena Notável em 1935."

Acesse aqui a homepage do "Álbum ItauCultural" na série especial "É Natal"!  Leia o texto completo e ouça e aprecie a seleção dos núcleos de Música e Comunicação da Itaú Cultural

Com informações de ItaúCultural

Tags: Assis Valente Brasil Carlos Galhardo Carmen Miranda Itaú Cultural Marchinha MPB Música Natal Rádio RCA Victor Rio de Janeiro
A+ A-