Sampaio Corrêa e Náutico fazem a final nordestina da Série C do Brasileiro

Edmo Sinedino,

sampaio_09A vitória por 1 a 0 diante do Confiança, sábado, no Castelão, deu ao Sampaio a primeira vaga da final da Série C 2019, além da possibilidade de buscar o 4º título brasileiro. Decisão que já está garantida para ser disputada no Estádio Castelão (o segundo jogo), já que a Tubarão confirmou o primeiro lugar geral da competição com 41 pontos ganhos.

 A Bolívia Querida vai enfrentar o Náutico que venceu o Juventude nos pênaltis, depois de 2 a 1 no tempo normal, mesmo placar que havia perdido no Sul. Uma final do Nordeste.

O jogo contra o Confiança não foi dos melhores da equipe maranhense, que parecia saber que o adversário não ameaçaria sua vantagem construída em Sergipe, 1 a 0, gol do zagueiro Vítor e ponto.

Náutico

O Náutico jogou como mandante, buscando a vitória e conseguiu, mas devo dizer que não fez grande partida neste domingo, nos Aflitos, diante de sua torcida. Álvaro marcou duas vezes de cabeça e Genilson descontou. O time gaúcho desperdiçou um pênalti no tempo normal e dois na disputa que terminou 4 a 3 para o Timbu. Infelizmente, o potiguar Dalberto bateu para fora a sua cobrança, apesar de deslocar o goleiro.

O Timbu busca seu primeiro título brasileiro, conquista que quase conseguiu no histórico ano de 1967, quando perdeu a decisão para o Santos de Pelé. Foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 1967, e semifinalista em 1961, 1965, 1966 e 1968. 

Foi um dos dois representantes do Brasil na Copa Libertadores da América de 1968, junto com o Palmeiras. O Náutico foi campeão do Torneio dos Campeões do Norte-Nordeste em 1952, da Copa dos Campeões do Norte em 1966.


Tags: dalberto final nautico nordeste sampaio
A+ A-