Os "melhores do ano"

Edmo Sinedino,

Lá como cá. Absurdos do tamanho correspondente. Aqui em Natal, quase todos os anos, ao fim do Estadual uma rádio elegia Zé Vanildo dirigente do ano. E ele afundando o futebol. Não sei quem tomou primeiro o "chá de cimancol", radialistas ou o próprio presidente? 

Pararam com isso, mas pode ter certeza que o "Zeva" se sente assim um hors concours (pronuncia-se: ór concur). Hoje, quem contrata mais ganha o prêmio ou acaba escrachado.

Lembrei dessa passagem porque li num blog que o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos foi eleito várias vezes dirigente do ano em São Paulo por conta de suas contratações bombásticas. Pobre futebol!

E o palmeirense pode perder, deve perder, seu posto esse ano para o presidente do Flamengo, o "tarado" Rodolfo Landim, que já trouxe um monte de estrelas, cadentes ou não, para o Flamengo - Gabigol, De Arrascaeta, Rafinha, Filipe Luís, Pablo Marí, Gerson, o técnico Jorge Jesus - e agora deve gastar mais R$ 66 milhões para contratar o polêmico Balotelli.

Eles, os loucos, já gastaram R$ 191 milhões, mas a doença não pára, eles querem mais e mais.


Tags: flamengo melhores do ano palmeiras radialistas
A+ A-