Os “blocos carnavalescos” do nosso futebol

Edmo Sinedino,

bicao234_09E lá se foi mais um carnaval.

Os blocos carnavalescos de nossa terra brilharam.Tem o bloco dos bicões. Os insuportáveis que fazem de tudo e mais um pouco para serem notados.O desinfeliz torcedor do Flamengo é seu principal representante por aqui e vive mentindo, aprontando.

Zico conhece ele, isso é verdade. Esse ano ele se superou, não sei como diabos ele conseguiu, mas estava lá no camarote gravando vídeos com atuais e ex-dirigentes do Flamengo.

Bêbado, como quase sempre se apresenta, nem nota o quanto é inconveniente, constrangendo as pessoas, pagando micos. Sempre fico sabendo depois das pessoas se escondendo, correndo dele, como o diabo foge da cruz.

Essas gravações, para ele, valem ouro em pó, pois vai passar o resto do ano mostrando nos bares onde se embriaga por toda a cidade de Natal.

Mas tem Bicão também no futebol.  Aquele dublê de treinador (de várias modalidades), comentarista, preparador físico, e até dirigente,  que fica ligando para todo mundo – clubes, tevês, federações, comissões de arbitragem – tudo, tudo, e se oferecendo de graça, ou quase…

Tem o bloco dos patifes, que vendem até a mãe.Os ervas daninhas  que  fazem contratos escabrosos, e se não conseguem esses “contratos” passam a caluniar, a chantagear àqueles que não aceitaram sua podres condições. O alvo? Dirigentes de futebol.

Tem também o bloco dos desempregados, que foram obrigados a parar com o futebol…não pararam, como dizem os boleiros: “pararam ele”.

Esses aí acima são do mesmo bloco dos que fingem a aposentadoria, mas bastam um “estalar de dedos” para ele sair correndo – emprego de treinador, gerente, diretor remunerado, assistente, comentarista esportivo, consultor, o que vier serve…

Sim, e não esqueçam o bloco dos enrolões, que chegam em Natal com tanta conversa fiada, e afiada, que enganam facilmente nossos dirigentes, eu podia fazer uma relação dos últimos desses 'foliões" e os prejuízos que causaram ao nosso esporte combalido.

E não podemos deixar de registrar o bloco dos dirigentes picaretas que, ao sinal de que as coisas no “seus” clubes serão feitas às claras, de forma profissional, enlouquecem, soltam a 

por fim, o bloco dos que “odeiam os empresários de futebol”, mas só de fachada, pois na verdade tem um círculo deles para trazer suas “putas velhas” que já acabaram com vários clubes.

Mas esse ano, o que marcou mesmo neste carnaval foi o bloco dos "Defensores do indefensável", aqueles que fingem que tudo corre bem e não tem nada de errado acontecendo, mesmo o nosso futebol estando entre os piores do Nordeste, hoje.

Tem bloco demais nesse carnaval futebolístico de Natal.


Tags: bicao carvaval embriagado flamengo
A+ A-