Judas Tadeu: se confirmada a demissão de Joca eu não ponho mais os pés no ABC

Edmo Sinedino,

judastadeu_09O presidente Judas Tadeu Gurgel, ex-presidente do ABC, um dos mandatários mais queridos da Fasqueira, por ex-atletas e respeitados por sua história no clube, teria declarado aos amigos que se confirmada a demissão de Joca ele nunca mais poria os pés no clube, passaria na secretaria somente para entregar sua carteira.

Praticamente obrigado a pedir afastamento quando presidente, Judas Tadeu tem participado e acompanhado os movimentos da diretoria do ABC, tendo sido ele, inclusive, quem primeiro levou o atual presidente Fernando Suassuna para o convívio do clube, quando o fez vice-presidente de uma gestão do passado.

Antes da crise da saída de Joca, tive a oportunidade de conversar várias vezes com o Judas Tadeu e ele sempre indagava, cobrava dos "cardeais" que queriam a sua saída e garantiam apoio total para tirar o clube da crise assim que se confirmasse seu desligamento. "Cobro até hoje a iniciativa desses senhores e até agora, nada", me disse na ocasião.

Num outro momento, quando confirmado o nome de Fernando Suassuna na presidência, Judas Tadeu manifestou seu interesse em ajudar o novo mandatário, dando sugestões, conselhos, passando experiências que adquiriu em suas gestões."Sempre me coloquei à disposição do Suassuna, mas sempre fui ignorado, acho que o grupo que o acompanha não me quer por perto", disse.

Voltando ao assunto Joca, Judas Tadeu afirmou para amigos próximos, alguns ex-atletas entre eles, que a decisão da demissão do roupeiro Joca foi política, muito mais que administrativa e voltou a lamentar profundamente que essas pessoas que estão no comando do clube hoje ignorem tudo que o funcionário representa. "O ABC tem pouco mais de cem anos, destes, a metade Joca viveu", absurda essa decisão, teria afirmado..

*Foto: arquivo do portal nominuto.com

Tags: abc carteira demissao joca judas tadeu
A+ A-