Gostei muito dos "velhinhos" do América

Edmo Sinedino,

pardalgol_09Sou besta para me empolgar. 

Gosto demais de futebol, talvez por isso nunca quis outra coisa na minha vida, vai ver, como diz um irmão meu, o futebol me atrapalhou a vida um pouco.

Mas sem ele eu não seria feliz, resumindo.

Vou fazer uma brincadeira aqui do duelo entre América x Santa Cruz. Vou dizendo que gostei mais do América de hoje que o ABC de ontem.

Respondo essa pergura porque sei que vão me fazer amanhã pelo menos umas duzentas vezes em todo lugar que eu for.

Vi dois monstros em campo: Adriano Pardal e esse velhinho chamado Hiltinho. Pelo amor de Deus!, não estou desmerecendo-o ao chamar de velhinho.

Esse é o tipo de veterano que eu contrataria de olhos fechados. Não pára, não desiste, parecido com Pardal, sendo que ele com a característica da criação e o atacante com a velocidade em gol.

Os dois melhores em campo, pois criam, buscam o jogo e ainda voltam marcando, brigando, infernizando o adversário.

Os dois bolas murchas? O tal do Breno que entrou. Gente! Se o cara não tem condição física não deve jogar, se bem que acho que ele nem tem física ou técnica.

O outro, o Diego, ala esquerda.

As duas revelações da partida, teste de fogo, partida difícil com um Santa Cruz forte, bem armado e vendendo caro a derrota, chegando inclusive a incomodar.

Os meninos Jadson e Judson. A dupla Ja-Ju jogaram muito. O zagueiro parecia um veterano e o volante aparecendo em todos os cantos.

Não errei quando disse que Judson, Jadson, Juninho, Anthony e Mayke Van Van estavam prontos e deveriam ter jogado desde o ano passado.

Tô muito empolgado? Já deve ter gente dizendo que sou doente pelo América. Gosto de futebol, repito.

E Max? Aprovo, sempre. Lutador, perigoso, presente na área.

Adenilson: esperava bem mais. Tem bom passe, qualidade técnica, mas o achei lento.

Fabinho Alves. Estava bem perto dele em campo e vi sua dedicação. Gosto dele, pois é atacante e faz o que deve fazer: vai para cima em busca do gol.

Ainda não é a análise da partida em si, e sim uma geral das atuações.

Gledson foi o que eu esperava. Frio, tranquilo, presente nas horas em que o Santa Cruz ameaçou.

Faltou alguém? Sim, o Galiardo é bom jogador, precisa porque precisa passar da linha que divide o campo. Aliás, todos os volantes precisam fazer isso.

Ah, e o Maurício, zagueiro canhoto. Achei-o lento. Allison foi muito bem enquanto esteve em campo, como sempre, saiu lesionado, uma pena.

Lembram o que falei sobre meias? Todo time grande tem que ter dois ou três. O América jogou com dois - Adenilson e Hiltinho -  e ainda tinha Pardal para voltar, buscar, carregar e armar jogadas de muita velocidade.

Boa estreia de Luizinho Lopes. Boa estreia do Santa Cruz, apesar da derrota. Um time forte, encorpado e que vai dar muito trabalho.

Taí: Luizinho tem o tempero perfeito: os velhinhos com os meninos, a mescla ideal.

Foto: Canindé Pereira/AFC

Tags: gostei ideal jadson judson meninos
A+ A-