Flamengo supera expulsão de Arão no 1º tempo, goleia equatorianos e conquista a Recopa

Edmo Sinedino,

campeao234_09O Flamengo é campeão da Recopa. O carnaval continua a todo vapor. Terceiro título conquistado num espaço de quinze dias, talvez menos, mais uma partida inesquecível pela forma como ela veio. 3 a 0. Gabigol e Gerson, duas vezes.  Como sempre, os goleadores são exaltados, desta vez, porém, tenho que concordar. 

Quase 70 mil pessoas, mais de 64 mil pagantes assistiram o Flamengo desfilar sua superioridade tão absurda sobre o adversário equatoriano que, mesmo com um homem a menos - William Arão foi expulso aos 24 minutos do primeiro tempo - em nenhum momento esse título pareceu ameaçado.

Claro, um a menos é muita coisa no futebol. A chegada com triangulações, inversões, toques de primeira foram bem menores, mas o Independiente Del Valle chegou ameaçar, teve chances, dominou no primeiro tempo, mas não marcou. Deu chance ao azar. No segundo tempo, o Fla voltou a ser o dono da partida.

Gabigol abriu o placar, no primeiro tempo, e Gerson marcou dois gols no segundo, fim de papo. Gente, o segundo gol de Gerson foi alguma coisa dos tempos mágicos de Geraldo Assoviador, Carlos Alberto Pintinho, Geovane, Ademir da Guia, Dirceu Lopes, Tostão e os maravilhosos talentosos brasileiros de todos os tempos.

Bom, mais R$ 50 milhões para os cofres do rubro-negro. Jorge Jesus não cansa de conquistar troféus desde que chegou ao rubro-negro. De junho até agora, o português já conquistou quatro títulos: Brasileirão, Libertadores, Supercopa e Recopa. Além da Taça Guanabara.

Eu, como botafoguense, juro, não tenho nenhum pudor em dizer que, de novo, fico grato demais ao Flamengo por estar devolvendo o respeito que havíamos perdido. 

Vou exagerar: chama mais uns dez jogadores, e convoca todo esse time do Flamengo, faz dele a seleção brasileira, e está resolvido o problema do perdido Tite.

*Foto: twitter do Flamengo

Tags: gabigol gerson jesus liberadores recopa
A+ A-