Fifa propõe redução salarial, mas clubes não poderão rescindir contratos

Edmo Sinedino,

Em outro quadrante, com outra postura, mostrando uma interação e preocupação maior em relação ao que testemunhamos de CBF, Gianni Infantino, presidente da da Fifa propões baixar salários de atletas.

A reunião por videoconferência contou com a participação de representantes da  Associação de Clubes Europeus (ECA) e com a Federação Internacional de Jogadores Profissionais (FIFPro) para discutir como amenizar o impacto da paralisação dos certames por conta do coronavírus.

De acordo com diário espanhol  "Marca", fica acertada a criação de um fundo para membros da comunidade do futebol e que clubes europeus não podem rescindir contratos durante paralisação, mas que os jogadores negociem uma redução considerável dos seus salários.


Tags: criacao espanhol fundo marca
A+ A-