Em véspera de Copa do Mundo, CBF se lembra que mulheres estão no quadro de árbitros

Edmo Sinedino,

edina45_09No universo machista do futebol, e mais no comando retrógrado da CBF, essa escalação só acontece porque estamos em vésperas da Copa do Mundo de Futebol Feminino e a Edina Alves vai fazer parte do trio - com  Neuza Back e Tatiane Camargo - que estará nos representando na França..

Uma lástima a falta de atenção  e respeito às mulheres, o que me leva a comentar pela enésima vez que as meninas que vivem do futebol só têm um pouco de atenção, seleções incluídas, quando estamos em períodos de grandes eventos mundiais.

Até quanto CBF?

Veja abaixo:

Partida do Brasileirão terá arbitragem feminina pela primeira vez em mais de uma década

Após quase 14 anos, o Brasileirão da Série A terá uma mulher apitando novamente. Escolhida para comandar o embate CSA x Goiás marcado para a próxima segunda (27), Edina Alves quebrará um paradigma vigente em quase duas décadas sem a presença feminina no apito na elite nacional.

O último jogo do Brasileirão Série A arbitrado por uma mulher ocorreu na temporada 2005. Naquela oportunidade, Silvia Regina foi a escolhida para apitar o duelo entre Fortaleza e Paysandu, pelo segundo turno da competição. Curiosamente, a ex-árbitra será a supervisora do VAR (árbitro de vídeo) no Rei Pelé, em Maceió.

A escolha da árbitra paranaense partiu de Leonardo Gaciba. O ex-árbitro e agora presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, classificou o momento como um marco para a arbitragem nacional, e de total merecimento por parte Edina Alves.

– Eu só consigo ver meus árbitros como pessoas iguais. Acho que ela serve como exemplo não só para mulheres, mas para todos. A Edina era bandeira, abriu mão do escudo da FIFA, de árbitra internacional, porque tinha o sonho de ser árbitra central. Então, ela voltou às categorias de base, começou a apitar na base, largando o escudo internacional de auxiliar. Ela já conseguiu alcançar o quadro internacional como árbitra central e, hoje, está chegando na Série A. Para mim, ela é um exemplo para todo mundo – destacou.

Edina Alves estará acompanhada de Neuza Back, e de Emerson Augusto de Carvalho – auxiliar na Copa do Mundo da Rússia. A dupla feminina, juntamente com Tatiane Camargo – que ainda se recupera de uma lesão – estará na Copa do Mundo Feminina da França, cujo o início será no mês de junho.

Na concepção de Gaciba, a escalação às vésperas da Copa do Mundo dará ainda mais confiança para a atuação das brasileiras no Mundial.

– O time brasileiro que vai para o Mundial chega como um dos mais fortes do mundo. E eu tenho certeza que essa escala na Série A vai dar muito mais força mental para elas para chegarem ao Mundial e fazer um excelente trabalho – concluiu.

Fonte: torcedores.com


Tags: arbitro copa do mundo feminino neuza back vesperas
A+ A-