30ª Edição dos JIMAs visa um bom desempenho nos JERNs

Edmo Sinedino,

jimas2_09O Instituto Maria Auxiliadora de Natal está em festa. Foi dada a largada ontem da maior festa esportiva da escola: a 30ª edição dos Jogos Internos do Maria Auxiliadora – JIMAs.

As disputas seguem hoje e se encerram nesta quarta-feira (3).

Os professores e alunos fazem uma prévia,em pódios, das várias conquistas que estão por vir durante os JERNs – Jogos Escolares do Rio Grande do Norte, que acontecem no mês de outubro, em Natal.



Júnior Timbó deve ser a novidade no time do ABC

Edmo Sinedino,

timbo2_09O técnico Zé Teodoro parece que ainda não definiu a equipe para o jogo contra o Vasco.

O time pode jogar no 4-4-2, normal, com passagens de alas, ou optar pelo mesmo esquema, sendo que o ala deixa de ser ala e passa a ser lateral, quase um zagueiro pela esquerda, no caso o Samuel.

Na primeira formação, Marlon e Samuel, uma dupla muito lenta, e com características muito parecidas, apesar de um ser destro e o outro canhoto.

Madson e Luciano Amaral os alas. O primeiro de pouca passagem.

Como farão falta os contundidos Patrick e Renato...

No outro tempo do treino, Diego Jussani veio para a defesa ao lado de Marlon, passando Samuel para a esquerda.

Timbó (foto entre vascaínos), novidade, faz a meia, em dupla com Somália. Não vi o treino, mas não acho que o jogador faça a ala esquerda, com opção de mudança de esquema – 4-4-2 para o 3-5-2.

A diferença quem pode fazer é Timbó e Somália.

Vou ficar na torcida. Não acredito nos alas do ABC, mas espero que eles me surpreendam. Luciano Amaral às vezes “cria asas”.

O time provável: Gilvan, Madson, Marlon, Samuel e Luciano Amaral; Fábio Bahia, Daniel Amora, Somália e Júnior Timbó. João Paulo e Dênis Marques.

Por falar em Dênis Marques, minha gente, elogiei tanto esse jogador, e ele me faz uma atuação pífia como aquela contra o Bragantino.

Só para constar.



A "renovação" do técnico Dunga

Edmo Sinedino,

dunga2_09Estava vendo, analisando a convocação de Dunga, e depois os dois jogadores chamados para o lugar dos cortados por contusão.

Marcelo entrou na vaga de Alex Sandro, do Porto, e Robinho foi chamado para o lugar de Hulk.

Seria cômico se não fosse trágico.

A “renovação” na seleção, visando a Olimpíada e Copa do Mundo já começou.

É mesmo?

Vocês já pararam para somar quantos anos Robinho vai ter em 2018?

Ridículo a gente ver exatamente a repetição do que aconteceu com o próprio Dunga, depois Mano Menezes e por fim a bancarrota com Felipão.

Algo diferente?

Alguns nomes e, claro, o treinador e seus “assessores”.

Um treinador bronco que, a exemplo da primeira passagem na seleção, vai montar um time para ganhar amistosos fracos e tentar vencer a Copa América.

Mais para a frente é que ele vai pensar, em cima da hora, na Olimpíada.

Dependendo dos resultados, nova mudança caso não ganhe uma ou outra, tudo recomeça com outro “treinador” para a Copa.

Sempre foi assim.



A briga no vestiário ficou mesmo sem punição

Edmo Sinedino,

edmonat_09A diretoria do América reintegrou Max.

A diretoria entendeu assim.

Foi publicada uma foto nas redes sociais, já que o América não tem site oficial (talvez seja o único time da Série B), e, esquisito, depois outra.

Uma briga feia como a que aconteceu entre os dois jogadores, com declarações à imprensa, não pode passar sem punição.

E teve agressão física.

Os dois brigaram, punição igual, para ambos.

A emenda, depois, ficou pior, muito pior...

A gente sabe que, nesses casos, só bons resultados apagam tudo isso.

E, claro, um pouco mais de comando,

Já falei uma vez: se o problema é falta de autoridade de quem dirige, passar a mão na cabeça só vai piorar a situação.

*Foto: Edmo Nathan/Assessoria de Imprensa


Artur Maia, Jean Kleber e Isac são relacionados; Max também

Edmo Sinedino,

Tudo bem, Artur Maia está na relação para os jogos contra Atlético/PR e Avaí, mas ele tem condição de jogo?

O meia está recuperado clinicamente ou é apenas mais um engodo para o torcedor?

Fisicamente, ele também não deve estar pronto, afinal ficou muito tempo sem treinar e jogar.

Volta também Jean Cléber. E Max, depois das “pazes” feitas, foi relacionado, além de Isac.

É isso. Quase todo mundo viaja.

Vendo esse grupo de jogadores do América, e comparando com outros dessa mesma Série B, custo a crer que o rubro esteja correndo risco de aparecer no Z4.

O América enfrenta o Atlético/PR nesta quarta-feira (3) pela Copa do Brasil e Avaí, pelo Brasileiro no próximo sábado.

Goleiros: Andrey e Reinaldo

Zagueiros: Cléber, Wálber, Zé Antonio e Lázaro.

Alas -  Marcelinho , Wanderson ,Arthur Henrique, Thiago Cristian, e Wálber.

Volantes - Val, Thiago Dutra, Jean Cléber e Fabinho.

Meias - Andrezinho, Morais, Arthur Maia, Rodrigo Pimpão, Paulinho, Max, Alfredo, Isac e Marcelinho.



Meninas da UFRN se sagram heptacampeãs de voleibol nos JURNs

Edmo Sinedino,

ufrn_09Na última sexta feira a equipe de voleibol feminina da UFRN sagrou-se heptacampeã do JURNs

A equipe agora vai representar o Rio Grande do Norte nos Jogos Universitários Brasileiros – JUBs – que se realização na cidade de Aracaju, capital do estado de Sergipe, no mês de outubro.

A equipe da UFRN é treinador pelo professor Cláudio José Araújo, que destacou a força de sua equipe e as boas perspectivas de grande participação na competição nacional.

Vamos ficar na torcida de mais um grande desempenho.



Diá assume o Campinense em busca de um "milagre"

Edmo Sinedino,

dia_092O professor Francisco Diá foi contratado para dirigir o Campinense nas duas partidas que restam na disputa da Série D do Brasileiro.

A Raposa está na quarta colocação de seu grupo, com seis pontos ganhos.

O time de Campina Grande vai enfrentar o Jacuipense, líder do grupo, fora de casa, e encerra a participação contra o Central, em casa.

Diá assume o posto antes ocupado pelo ótimo profissional, Freitas Nascimento, que enfrentou muitos problemas no clube.

Apesar da chance mínima de classificação, o treinador potiguar acredita que pode conseguir bons resultados.

Assim como aconteceu nas suas passagens pelo Oeste, quando estreou fora de casa contra o então líder, América Mineiro, e depois quando o assumiu o ASA, e encarou o líder da Série C, CRB, o “professor” vai encarar mais duas pedreiras.

“Sempre gostei de encarar desafios, e vou para mais um. Espero fazer um bom trabalho em Campina Grande”, dissse.



Max agride Rodrigo Pimpão; jogador é afastado e será multado

Edmo Sinedino,

pimpa1_09Estava claro que a situação havia passado dos limites.

A entrevista de Rodrigo Pimpão (foto) deixou isso muito claro.

Assim como ficou evidente que o episódio o teria envolvido diretamente.

Ele foi agredido por Max, companheiro de ataque.

Isso é grave demais.

O jogador foi afastado. Lamentável. Mas uma posição teria que ser tomada.

Max está fora dos compromissos contra Avaí e Atlético/PR e ainda vai ser multado em 30% do seu salário.

Isso é péssimo.

O grupo se divide. E se já teve influência no resultado deste sábado, muito provavelmente terá nos outros jogos.

Espero que não.



Adilson Batista deixa o Vasco da Gama após goleada

Edmo Sinedino,

adilson_09Adilson Batista também perdeu o emprego.

O treinador já tinha seu cargo sustentado por um fio, portanto, a derrota de 5 a 0 para o Avaí foi, não a gota d´água, mas o despencar da cachoeira.

Lgo após o fim da partida, a entrevista coletiva já informou seu desligamento.

Adilson deixa o Vasco na 5ª posição no Campeonato Brasileiro Série B, com 32 pontos ganhos.

Joel Santana é o nome mais especulado para o cargo.

Desgraça pouca é bobagem.

O Vasco entra em campo terça-feira pela Copa do Brasil, contra o ABC-RN, no Arena das Dunas.



Leandro Sena é demitido do Icasa

Edmo Sinedino,

Leandro Sena não é mais técnico do Icasa.

A derrota para o Boa Esporte, na abertura da 19ª rodada, provocou a decisão.

O time convive com uma enorme crise – salários atrasados e eliminação do Brasileiro pelo STJD.

Também foi demitido o supervisor André Turatto.

Sena não passou de mais uma vítima da imensa desorganização do futebol.



Zé Teodoro não tem justificativa para tantos erros cometidos

Edmo Sinedino,

zeteodoro_094Eu concordo.

O juiz que apitou Bragantino 1 x 0 ABC, aliás, o trio, todos eles, não passam daquela turma que chamamos de “caseiros”, mas isso somente para que não sejamos processados.

A vontade maior é sair gritando a plenos pulmões como fazia Mário Viana.

Uma vergonha o impedimento daquela murrinha grande que fez o gol da vitória.

Descarada a imprensa, de lá, claro, que trata isso com a maior naturalidade e ainda põe a culpa mais na defesa do ABC que na arbitragem.

Essa imprensa brasileira, mais até que o futebol – CBF, árbitros, cartolas, empresários, jogadores – precisa ser passada a limpo.

Vamos ao jogo: Zé Teodoro se envergonhar de ficar, mesmo diante do que vimos, colocando a culpa nos outros.

A culpa é dele, treinador, e somente dele.

Um treinador que insiste com Xuxa ma meia, Marlon na defesa e que, durante a partida, contra um time medíocre como o Bragantino, saca esse meia para colocar um volante, não tem desculpa.

E sua culpa aumenta quando ele insiste, depois de tanto tempo de nada fazer em campo, ele ainda insiste com Lúcio Flávio.

Um meio-campo com Fábio Bahia, Daniel Amora, Somália e Xuxa não pode ganhar de ninguém.

E pior, quando ele colocar mais um volante.

Pelo amor de Deus!

O cara já havia perdido Patrick, o Madson que entrou tem medo da bola. Samuel é bom jogador, vem dando conta do recado, mas não é lateral, e muito menos ala, e mesmo assim ele deixa o time sem meias, quer perder.

Milagre quando acha empates.

Eu, confesso: perdi a paciência com o Zé Teodoro. Mas minha perda, claro, não vale de nada, não conta nada.

Os dirigentes do ABC é que precisam tomar uma decisão, afinal, terminou o “primeiro turno”.

Agarrados a essa ilusão de Copa do Brasil (espero que os milagres continuem se repetindo) os times podem estar correndo sérios riscos de rebaixamento.

Não é terrorismo. É realismo.

*Foto: Frankie Marcone


Se Oliveira Canindé não comanda, não tem pulso, não pode ser técnico...

Edmo Sinedino,

oliveira_09Ficou evidente nas entrevistas concedidas por Rodrigo Pimpão e pelo técnico Oliveira Canindé (foto) que houve sérios problemas no América.

Talvez isso responda o questionamento anterior, sobre a irregularidade dessa equipe.

Quem acompanha o dia-a-dia do clube tem a condição de saber muita coisa que não é divulgada.

Nem todos têm coragem de relatar.

Estranhei as palavras de Oliveira Canindé, e analisando o que disse Pimpão, acho que, apesar da grande fase que vive o jogador, o problema foi com ele.

E mais: um machucado abaixo do olho do atacante foi durante a partida, já estava antes ou aconteceu no vestiário?

Não estou inventando crise, ou pondo lenha na fogueira. Estou especulando sobre um fato que aconteceu e que não pode se repetir.

Mais: se houve, não pode ficar sem punição aos envolvidos.

Omissão traz agravamento do problema.

E se o treinador Oliveira Canindé não tem pulso para comandar o grupo, não tem jeito, a direção tem que procurar quem tenha.

Se esse for o caso, bem entendido, porque, jogo jogado, não vejo motivo para a troca de comando.

Quem brigou, quem agrediu, quem passou dos limites toleráveis de uma cobrança deve ser punido.

Se for o caso, até mesmo afastado do grupo.



Estranha e irregular campanha do América no "primeiro turno"

Edmo Sinedino,

bragantino_09Estranha e irregular campanha do América nesse primeiro turno.

O time rubro conseguiu perder 16 pontos em casa.

Caiu diante do ABC, empatou com o Atlético/GO, perdeu também para o Ceará, Santa Cruz, Ponte Preta e Paraná.

Uma lástima.

Campanha de equipe na zona de rebaixamento.

Em compensação, a equipe venceu quatro jogos fora de casa – Avaí, Portuguesa, Vila Nova e Icasa.

E dando mais uma prova de sua brutal irregularidade, ganhou em casa menos que fora, três partidas – Luverdense, Bragantino e América Mineiro.

Ao longo desse primeiro turno foram apenas dois empates – Atlético/GO, em casa, e Vasco, fora.

A derrotas fora de seus domínios ocorreram contra Oeste, Joinville, Sampaio, Boa e Náutico.

Não tem matemático, analista, conhecedor de futebol, ou mesmo quiromancistas, pais de santo, pitonisas que expliquem ou entendam o que acontece com o time rubro.

Sete vitórias, dois empates e dez derrotas.

É muito para um time que tem um ótimo grupo de jogadores.

A décima quinta posição, a penas quatro pontos do primeiro da zona de descenso – Icasa – é muito, mas muito arriscado justo quando o turno está sendo virado.

*Foto: Frankie Marcone


FNF interdita quatro estádios

Edmo Sinedino,

FNF faz cumpre diretrizes do Ministério dos Esportes e e diretrizes técnicas das CBF e interdita estádios.

Veja a matéria do site da entidade:

Federação interdita estádios de futebol

Recentemente a CBF através da Diretoria de Competições, encaminhou ofício para todas as federações comunicando sobre a regularização dos laudos técnicos dos estádios de futebol. O documento especifica como passou a funcionar o processo de interdição, que segue a seguinte ordem:

1) Na hipótese do não recebimento de um laudo técnico de estádio pela CBF/DCO, tal estádio será interditado na data de vencimento do laudo em questão

2) Com o recebimento do laudo, a interdição do estádio será automaticamente suspensa

3) No caso de partidas previstas para datas posteriores ao vencimento de um laudo de renovação, a Diretoria de Competições substituirá o estádio correspondente, fazendo-o no prazo de 10 dias antes da data programada para cada partida

Esta Diretriz Técnica que serve de alerta para os clubes proprietários de estádios, é automática e o controle todo será feito diretamente pela CBF.

No âmbito local, o presidente da FNF, José Vanildo, com base na Portaria 238/10 do Ministério dos Esportes e na  Diretriz Técnica da CBF, adotou  as mesmas medidas no tocante aos laudos técnicos dos estádios de futebol, e  determinou a imediata interdição dos seguintes estádios:

Nazarenão - José Nazareno do Nascimento,  em Goianinha

Marizão - Senador Dinarte Mariz, em Caicó

Ninho do Periquito - Luis Rios Bacurau, em São Gonçalo do Amarante

Bezerrão - Coronel José Bezerra, em Currais Novos.



Icasa e Botafogo/PB são excluídos e Justiça pode parar campeonatos

Edmo Sinedino,

Icasa de Juazeiro, equipe que disputa a Série B do Brasileiro, foi excluída da competição.

Por 3 votos a 1 o STJD decidiu pela punição.

O crime: a equipe recorreu à Justiça Comum antes de acionar todas as instâncias da Justiça Desportiva.

Pelo mesmo motivo, o Botafogo da Paraíba, que disputa a Série C, campeão da Série D do ano passado, também teve o mesmo destino.

O jurídico dos clubes, claro, vão recorrer das decisões.

Os campeonatos correm o risco de ser paralisados, sem nenhuma dúvida.



Márcio Passos e Marcelinho não enfrentam o Paraná

Edmo Sinedino,

dida_091Lá se vai Oliveira Canindé ter que mexer de nono no time.

Ele perdeu o volante Márcio Passos, jogador de suma importância, e o não menos importante ala Marcelinho, em grande forma.

Pela direita saíam as melhores jogadas do time rubro. Ainda bem que o Wálber tem a mesma característica e está muito bem.

Os dois estão vetados pelo Departamento Médico e não enfrentam o Paraná Clube.

A boa notícia para a torcida é a reintegração do goleiro Dida (foto). Sua negociação com o clube português acabou não se concretizando.,

O time do América deve formar com Andrey, Wálber, Cléber, Lázaro e Wanderson; Tiago Dutra, Val, Fabinho e Morais; Pimpão e Max.

Todos os relacionados

Goleiros: Andrey e Pantera

Laterais: Walber, Digão, Wanderson, Paulo Henrique, Arthur Henrique e Thiago Cristian

Zagueiros: Cleber, Lázaro e Zé Antônio

Volantes: Fabinho, Val, Judson e Tiago Dutra

Meias: Andrezinho, Daniel Costa e Morais

Atacantes: Rodrigo Pimpão, Alfredo, Max e Paulinho.



Edson marca dois gols é destaque do Flu contra o Goiás

Edmo Sinedino,

globoed_09Matéria do Globo Esporte sobre o volante de Touros, cria do ABC, Edson, que no juniores jogava de zagueiro central.

Só veio ter oportunidade verdade no ABC com o treinador Leandro Campos, quando fez bons jogos como lateral direito.

Mas foi com Givanildo Oliveira, no Brasileiro do ano passado, que o garoto, nunca respeitado ou levado em consideração por treinadores que passaram no clube, teve sua real chance.

O “Marreco” o escalou de volante. Edson foi um dos principais destaques do ABC e foi contratado para disputar o Paulistão pelo São Bernardo.

Como o ABC perdeu os direitos federativos de Edson, a negociação, tudo que envolve a saída do jogador do time natalense nunca foi esclarecido.

Veja a matéria:

O Edson vai te pegar? Volante diz que gols são com Fred: “Sabe fazer”

Destaque do Fluminense na vitória sobre o Goiás, jogador começa a ganhar chances e a se destacar no Tricolor carioca

Conca, Fred e Sobis jogaram bem, mas o nome do Fluminense contra o Goiás foi Edson. Volante marcador, cão de guarda, mas que decidiu para o time na vitória por 2 a 1, nesta quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. Autor de dois gols, saiu do Maracanã “suave”, como o próprio definiu.

- Para falar a verdade não caiu a ficha. Estou tranquilo, suave. Não estou com aquela coisa de outro mundo, não. É fruto do trabalho. Trabalho para que as coisas aconteçam. Estou pronto para aproveitar as oportunidades – disse.

Edson substituiu Valencia contra o Goiás e foi bem. Enquanto o companheiro faz um trabalho de recuperação física, ele tenta ganhar espaço. Foi apenas seu quinto jogo pelo Fluminense. O momento goleador é incomum. Pela primeira vez fez dois numa partida. É por isso que ele nem de brincadeira pensa em viver dias de Fred.

Até que de vez em quando deixo meus golzinhos, mas dois é a primeira vez"

Edson

- Deixa essa responsabilidade para o Fred. É o artilheiro do time, é quem sabe fazer gol. Já tinha feito um, mas dois gols em um jogo, não. Até que de vez em quando deixo meus golzinhos, mas dois é a primeira vez. Estou muito feliz.

Edson jogou pouco por alguns motivos. Primeiro, a recuperação de uma cirurgia no ombro. Depois, a pausa para a Copa do Mundo, que também foi útil, e a falta de oportunidades.

- A Copa me ajudou a me recuperar, perderia muito mais jogos. Pude me recuperar e voltar com força máxima nas partidas. As coisas estão dando certo. A gente respeita os concorrentes. É uma boa para o clube, para o Cristóvão. Quando precisar, terá um substituto à altura. A gente sabe do valor de Jean, Diguinho, Valencia. Mas vim para brigar por posição. Se não fosse assim, estaria em outra profissão. Mas não quero isso. É uma briga sadia, procura respeitar um ao outro. Quem ganha é o Fluminense.

O jogo da volta contra o Goiás será na quarta-feira que vem, em Goiânia, às 22h, no Serra Dourada. O Tricolor jogará por um empate. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso será contra o Corinthians, em São Paulo, domingo, às 16h.

Foto: Bruno Domingos / Mowa)


A invasão dos pernas de pau estrangeiros no futebol brasileiro

Edmo Sinedino,

guinazu_09Nunca pensei que concordaria com Marcos Chedid, todo poderoso dirigente do Bragantino.

Recebi a informação sobre essas declarações dele por intermédio da leitora Kaline Kiarele, a quem agradeço.

Mas o que ele fala sobre estrangeiros é muito, mas muito pertinente.

O futebol brasileiro está invadido por jogadores medíocres e ganhando salários altíssimos.

Um absurdo que jogadores como Guiñazu (foto, talvez o maior exemplo de murrinha elevado à condição de grande jogador), Canteros, Maxi Biacucchi, seu irmão, entre tantos e tantos.

Todas essas murrinhas que vêm de fora têm lugar garantido nos times, pois os treinadores não têm moral para não escalá-los.

Já escrevi vários textos sobre esses pernas de pau, com raras exceções, que infestam o nosso futebol e tiram o espaço de nossos garotos das bases.

Um absurdo:

Veja abaixo trecho da matéria:

- Essa regra de cinco estrangeiros por jogo é um absurdo. Isso não existe! Vendo o jogo de ontem (quarta-feira), fiquei me perguntando: quantos Lodeiros não existem no interior de São Paulo? Quantos Guerreros? Precisamos valorizar mais os nossos talentos. Estamos prejudicando nosso futebol e servindo de ponte para países sul-americanos, com gringos de segunda - criticou.

Vejam abaixo a lista de estrangeiros e analisem qual a necessidade destes jogadores.

E quanto deles têm alguma qualidade técnica para receber o salário que percebem.

OS ESTRANGEIROS DOS 20 CLUBES DA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO

ALÉM DO VASCO

Atlético-MG  - Dátolo (M)

Atlético-PR - *Lucas Olaza (LE)

Bahia - Wilson Pittoni (M), Emanuel Biancucchi (M) e Maxi Biancucchi (A)

Botafogo - Bolatti (V), Zeballos (M/A) e Ferreyra (A)

Chapecoense - Enrique Meza (Z)

Corinthians - Lodeiro e Ramírez (M), Romero e Guerrero (A)

Coritiba - Martinuccio (M) e Geraldo (A)

Criciúma - Escudero (Z)

Cruzeiro - Samudio (LE) e Marcelo Moreno (A)

Figueirense - Cereceda (LE/V) e Bruno Fornaroli (A)

Flamengo - Cáceres e Canteros (V) e Mugni (M)

Fluminense - Valencia (V) e Conca (M)

Internacional - Aránguiz (V), D'Alessandro (M) e Luque (A)

Grêmio - Matías Rodriguez (LD), Riveros (V), Alán Ruiz e Maxi Rodríguez (M) e Barcos (A)

Palmeiras - Victorino e Tobio (Z), Eguren (V), Mendieta, Valdívia e Allione (M) e Mouche (A)

Santos - Mena (LE) e Patito Rodríguez (A)

São Paulo - *Alvaro Pereira (LE)

Sport - Robert Flores (M)

Vasco - Martín Silva (G), Guiñazú e Aranda (V) e Montoya (M)

Vitória - Junior Fernández (G), Luis Cáceres (V), Escudero e Luis Aguiar (M)

* O meia uruguaio Mirabaje treina com o time B do Atlético-PR. Já o lateral-esquerdo argentino Clemente Rodríguez e o meia argentino Cañete treinam em separado do elenco principal do São Paulo.



Codesp adia primeira edição dos Jogos das Escolas Estaduais - JEEs

Edmo Sinedino,

gilenoebe_09A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura, considerando a necessidade de cumprimento do calendário escolar, priorizando a reposição de conteúdos; a recente finalização das etapas regionais dos JERNs, ocorridas em 14 DIREDs, envolvendo os mesmos atletas que participarão da fase final dos jogos escolares, em Natal, Santa Cruz, São Paulo do Potengi e Macau e o montante de recursos necessários à realização de jogos do porte dos JERNs, tanto na infra-estrutura quanto na dimensão técnico desportiva, RESOLVE adiar a primeira edição dos Jogos das Escolas Estaduais – JEES para o ano letivo de 2015. A CODESP, responsável pela realização dos jogos, providenciará a inserção das novas datas no calendário escolar e comunicará oficialmente aos gestores das escolas e das DIREDs. Para o professor Gileno Souto (na foto ao lado da secretária Betânia Ramalho), coordenador, o importante é não prejudicar os alunos-atletas e nem o desenvolvimento do desporto escolar.



Atuações: Rodrigo Pimpão foi o dono do jogo

Edmo Sinedino,

donos_09Analiso, com nota, as atuações dos jogadores do América na partida contra o Furacão.

O placar de 3 a 0 foi justo.

Andrey – Fez defesas importantes, participativo e muito seguro. No segundo tempo, pela primeira vez, vi o ótimo goleiro cometer indecisões em saída nas bolas alçadas. Nota 7.

Marcelinho – Estava tendo grande atuação, mas sentiu e cedeu lugar para Wálber. Os 35 minutos que esteve em campo foram de muitas passagens e boas jogadas. Nota 7.

Cléber – Seguro, sem falhas, e interessante como, mesmo com pouco tempo de jogo, ele parece se entender bem com o Lázaro. Nota 7.

Lázaro – Entrou em outra partida difícil, e novamente deu conta do recado, chegando bem, sempre, nas bolas alçadas, ganhando as disputas. No chão se mostra veloz e ainda quase marca um belo gol. Nota 7,5.

Arthur Henrique – Jogando na sua função, confesso, esperava mais passagens e uma atuação mais participativa. Ficou muito preso. Nota 6,5.

Márcio Passos – Muito bem no jogo, marcando, fazendo cobertura e estando sempre muito bem na proteção. Além, claro, de manter um bom passe na saída. Nota 7,5.

Val – Quando está em campo, me parece, ocupa quase sempre o mesmo espaço de Fabinho. Sinto os dois muito juntos, e acho que um pouco atrapalhados, mas hoje ele teve boa atuação. Nota 7.

Fabinho – O jogador lutador de sempre, mas achei que poderia ter se movimentado mais. Talvez, claro, tenha sentido os jogos que ficou fora. Mas foi muito importante taticamente na vitória. Nota 7.

Morais – Tem bom controle de bola, habilidade, mas ainda deixa a desejar nos quesitos seguimento de jogo e chegada na frente. Está melhorando. Nota 6.

Pimpão (na foto com Max) – Dono do jogo, de novo. Cai de um lado, cai de outro, aparece ajudando na marcação, finaliza na frente, vem buscar atrás e arranca com ela, põe em polvorosa as defesas. Tem sido assim, e fez tudo de novo. Marcou um gol e foi importante o tempo todo. Nota 9.

Max – Um bom jogo. Abriu espaços,m segurou bem a bola e os marcadores, deixando claros para as descidas de Marcelinho e depois Wálber. Marcou de pênalti e desperdiçou boa chance no final. Nota 7.

Wálber – Entrou e manteve exatamente o mesmo ritmo de Marcelinho. Fez linda jogada para o primeiro gol rubro. Muito boa atuação. Nota 8.

Tiago Dutra – Entrou para correr atrás, fechar espaços, marcar. Fez bem. Nota 6.

Thiago Cristian – Quase que só apareceu para fazer o gol. Menção honrosa.


1-20 de 2826