Erivelton acerta com o Nacional de São Paulo

Edmo Sinedino,

O meia Erivelton, destaque do ABC em todas as suas últimas conquistas - acesso e títulos - acertou com o Nacional de São Paulo, equipe que vai disputar a Série A2 do Paulista e tem projeto especial em 2019 para voltar à elite do Paulistão.

As conversas vinham evoluindo,e esta semana teve o desfecho positivo. Erivélton já está em São Paulo, amanhã realiza exames e deve ser anunciada oficialmente sua contratação.

Uma empresa de porte está bancando o Nacional e o projeto é o acesso, com isso jogadores de qualidade estão sendo contratados, entre eles o goleiro André Dias, que está de volta, assim como Erivélton e vários outros que já iniciaram a pré-tempora.

Desejamos boa sorte ao jogador de Santa Maria e que, no Nacional/SP ele não seja vítima de tanta ingratidão quanto foi aqui em Natal.



Rodada da Copa Metropolitana Sub 23 tem média de 4 gols na rodada

Edmo Sinedino,

Já estão garantidos na próxima fase da Copa Metropolitana de Futebol Sub 23 o Força e Luz, Cruzeiro de Macaíba, São Miguel do Gostoso e Mãe Luiza.

O evento, coordenado pelo desportista Carlos Magno, alcançou na rodada deste final de semana a espetacular média de quatro gols por partida.

O ABC goleou o Águia Dourada de Exremoz de 5 a 1, mas não pensem que foi fácil. Na primeira etapa, a partida foi equilibrada. Prevaleceu o maior volume e preparo físico dos alvinegros, o que já se esperava.

Mãe Luiza venceu o Projeto 10 de 2 a 0 em outra bela partida. E com a meninada de Mãe Luiza assegurou o primeiro lugar da subdesde de Lest.

Bonsucesso e AR FC ficaram no empate empolgante de 2 a 2.



ABC contrata mais um jovem valor, certamente por indicação de Salton

Edmo Sinedino,

Se a gente fala alguma coisa, muitos começam a dizer que estamos com perseguição, outros até pensam na famosa "chantagem", o cara tá falando mal para que o dirigente o procure e dê um "jeitinho".

Não é o meu caso. Por isso que falo abertamenta essa sujeira que existe na imprensa, e nem me importo se alguém classifica isso de antiético.

Dizem que Vlamir Machado deixou o ABC por conta de Giuscard Salton. Não estou afirmando, mas repetindo o que me passaram.

E que esse goleiro que o ABC trouxe, o Renan Dida seria o quinto do Grêmio, com passagem pelo Cruzeiro do Rio Grande do Sul.

Engraçado quanta gente jovem vindo para o ABC com pouquíssima experiência profissional. Um clube que tem como executivo de futebol um gaúcho que, segundo consta, seria também empresáio.

Uma perguntinha: já se pode dispensar um goileiro que se recupera de contusão? Se é que o Rodrigo, bom goleiro, foi mesmo dispensado. Fico pensando o que vai ser desse ABC em 2019. Suassuna precisa começar a agir.


Depois da selvageria de sua torcida, Ríver conquista título em campo

Edmo Sinedino,

Eu sei que vou estar na contramão de quase todo mundo. Só se houve falar em jogão, emoção, campeão, tudo no aumentativo. O que vi, na verdade, nessa finalíssima Ríver 3 x 1 Boca foi muito chutão.

Quase todas as jogadas de perigo na base do levantar na área, para o desespero dos trogloditas defensores de força e pouco futebol.

Será que é inveja minha? Não sei, talvez, mas merecia levar um castigo os treinadores Felipão (tão festejado pelo título brasileiro) e Renato Gaúcho, que perderam o título dessa competição para dois times tão previsíveis.

O futebol brasileiro vive um tempo de vergonha. Eu me envergonho de ver o mundo festejando Ríver x Boca, ainda mais com toda a selvageria do que aconteceu em Buenos Aires.

O que aconteceu? Uma punição ridícula de dois jogos com portões fechados e multa de US$ 400 mil. Uma grande piada de mau gosto.

Os noticiosos destacam a vantagem dos argentinos sobre brasileiros em número de conquistas, mas ele esquecem os anos, disputas, finais, semifinais tomadas por árbitros da mesma língua.

Esquecem as vergonhosas partidas onde predominavam a violência sem punição, e quase sempre contra os jogadores do Brasil, Pelé, Tostão, Coutinho, Garrincha, Gerson, Jaizinho, Roberto Dinamite e tantos outros craques que o digam.

A imoralidade que sempre predominou e ainda predomina nessa Conmebol, antes de ser Conmebol, mas que sempre privilegiou os argentinos, como se fossem eles os maiorais da América do Sul.

E claro, sempre contando com a omissão dos covardes dirigentes do Brasil e as coisas continuam assim até hoje.

Veja abaixo:

Com o título da atual edição, os argentinos se isolam ainda mais como os maiores vencedores do torneio, são 25 conquistas, contra 18 do Brasil. O trio formado Santos, São Paulo e Grêmio – penúltimo campeão – aparecem como os maiores vencedores verde-amarelo, com três títulos cada.

CONFIRA OS MAIORES CAMPEÕES DA LIBERTADORES:

7 TÍTULOS

Independiente-ARG – 1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984

6 TÍTULOS

Boca Juniors-ARG – 1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007

5 TÍTULOS

Peñarol – 1960, 1961, 1966, 1982 e 1987

4 TÍTULOS

Estudiantes – 1968, 1969, 1970 e 2009

River Plate-ARG – 1986, 1996, 2015 e 2018

3 TÍTULOS

Nacional-URU – 1971, 1980 e 1988

Olimpia-PAR – 1979, 1990 e 2002

São Paulo- 1992, 1993 e 2005

Santos – 1962, 1963 e 2011

Grêmio – 1983, 1995 e 2017

2 TÍTULOS

Cruzeiro – 1976 e 1997

Internacional – 2006 e 2010

Atlético Nacional-COL – 1986 e 2016

1 TÍTULO

Racing-ARG – 1967

Flamengo – 1981

Argentinos Juniors-ARG – 1985

Colo-Colo-CHI – 1991

Vélez Sarsifield-ARG – 1994

Vasco da Gama – 1998

Palmeiras – 1999

Onde Caldas-COL – 2004

LDU-EQU – 2008

Corinthians – 2012

Atlético-MG – 2013

San Lorenzo-ARG – 2014

 MAIORES GANHADORES DA LIBERTADORES POR PAÍSES:

1º: ARGENTINA – 25 títulos

2º: BRASIL – 18 TÍTULOS

3º: URUGUAI – 8 TÍTULOS

4º: PARAGUAI – 3 TÍTULOS

COLÔMBIA – 3 TÍTULOS

6º: CHILE – 1 TÍTULO

EQUADOR – 1 TÍTULO



Armando Desessards deixa o América para trabalhar no Ceará

Edmo Sinedino,

Eliel Tavates, vice de futebol do América, com quem conversei a pouco, confirmou que Armando Desessards está mesmo deixando o América.

O dirigente rubro lamentou bastante, pois, segundo ele, o executivo vinha fazendo um excelente trabalho de organização, pondos "pingos nos Is" e abrindo portas para o clube, sem contratações exageradas e estabanadas.

Desessards está contratado para coordenar e organizar o futebol e bases do Ceará Sporting, clube de primeira divisão.

"Uma pena. Vamos ao mercado em busca de um novo nome. Lamento porque o Armando (Desessards) vinha realizando um trabalho diferenciado no clube", disse Eliel.

O dirigente também falou de reforços. Dois jogadores, alas, estão praticamente fechados, faltando o acerto para mais dois volantes.



O mercadinho da bola por aqui...

Edmo Sinedino,

As novidades de hoje. Nada de novo sobre Wallyson. A novela continua, mas o desfecho deve ser ABC,

O bom volante Edson, esse menino joga muito bem, é discreto, não aparece, mas é bola cheia, acertou com o Globo.

Campinense, ABC e América se manifestaram para tê-lo, ,mas não sei o que houve. E parece que "aquele" empresário já o pegou.

Parece brincadeira.

Dalberto, ex-ABC, deixa o Sampaio e acerta com o Juventude, que foi rebaixado para a Série C.

Arês, já noticiei, acertou com o Joinville, treinado por Zé Teodoro.

Erivélton deve mesmo disputar o Paulista.


PSG Academy Natal realiza seletiva para alunos na Arena das Dunas

Edmo Sinedino,

PSG Academy Natal realiza seletiva para alunos na Arena das Dunas

Evento será dia 9 de fevereiro e vai selecionar alunos para escola de futebol do Paris Saint-Germain na capital potiguar. Participantes devem ter de 5 a 19 anos

A PSG Academy Natal vai realizar a primeira seletiva para crianças e adolescentes que pretendem treinar na escola de futebol de um dos maiores clubes do mundo, o Paris Saint-Germain. O evento está marcado para o dia 9 de fevereiro de 2019, na Arena das Dunas, palco que recebeu a Copa do Mundo de 2014 na capital potiguar. Podem participar crianças de 5 anos a jovens de até 19 anos. As vagas são limitadas.

As inscrições para a seletiva podem ser feitas pelo site da PSG Academy Natal: www.psgacademynatal.com.br ou pelo telefone (84) 98181-9000. A taxa de inscrição para o primeiro lote será de R$ 70, com direito a uma camisa exclusiva do evento.

Com método de treinamento exclusivo e moderno, que também é utilizado nas categorias de base e no elenco profissional do PSG, os participantes terão a oportunidade de aliar a elegância francesa com a ginga brasileira. A seletiva vai organizar o método de ingresso na escola de futebol e não tem como objetivo selecionar apenas os jogadores de nível técnico elevado, mas avaliar o desempenho esportivo e tático que o jogador possui, colocando-o em uma turma mais adequada para o seu nível de treinamento.

Durante a avaliação, feita por coordenadores e treinadores, serão observados também o comportamento, a conduta desportiva e a interação em grupo, para que sejam analisados critérios mais amplos do jogador.

Foto: Divulgação



Má gestão: motivo da queda de FNF, ABC e América no ranking da CBF

Edmo Sinedino,

O assunto dominante desta quarta-feira foi a divulgação anual do ranking da CBF. ABC, América e FNF caíram mais uma vez.

O retrato da pésssima administração de José Vanildo, claro, e da omissão de nossos dirigentes que devem achar normal.

Lembro que, em 2015, ABC e América ficaram entre os oito melhores clubes do Brasil, na dusputa da Copa BR, quartas de final.

Hoje, o América amarga sua terceira participação na quarta divisão, enquanto o ABC vai disputar de novo a Série C, desta vez, acreditem, por incrível que possa parecer, com medo de rebaixamento.

Olha que esse risco já correu nesse ano que termina.

O Globo, nosso outro participante na Série C, não sei, mas o que parece é que, apesar das acertadas contratações, a direção não vai dar o mesmo apoio do ano passado.

Hígor César, segundo notícias que nos chegam de Ceará-Mirim, está fazendo quase tudo no Globo e a coisa não pode ser assim.

Voltando à queda no ranking, a FNF,. responsável direta por essa queda, vem restringindo nossos campeonatos de bases, não realiza como deve o feminino, dá pouca atenção à segunda divisão, nem pensa em promover um Sub 23 e ainda resume nosso Potiguar num "torneio" de oito clubes.

Aliás, mesmo se colocássemos mais clubes, entendo hoje, não teria onde jogar. Essa mesma FNF abandonou o JL, estádio alternativo, e nunca procurou ajudar ou incentivar para que as praças do interior recebessem a atenção merecida.

Em Natal, além do JL, se tivéssemos gestores preocupados em motivar o futebol, os estádios Senador João Câmara e Pascoal de Lima, Rocas e Cidade da Esperança, respectivamente, com apoio e participação da Prefeitura, seriam sim outras boas opções.

Não custaria tanto limpar, adequar e liberar o JL, como também não seria tão complicado fazer a mesma coisa nas outras praças que citei.

A Arena das Dunas, apesar da beleza e modernidade, para jogos pequenos, se torna prejudicial. A praça inibe os torcedores, além de custar muito caro só para abrir.

Resumindo tudo: falta mesmo é gestão no nosso futebol - federação e clubes.

No Ranking da CBF, o ABC caiu da 31ª posição para a 43ª. O América era o 43º, caiu para 49º. A FBF saiu da 13ª para a 14ª e tenho certeza que vai cair muito mais.

O Globo ocupa a 62ª posição. 



Sem público, ABC bate o América e conquista título no Sub 17

Edmo Sinedino,

Esta quarta-feira foi dia de final de categoria de base. Acho que José Vanildo, presidente da FNF, deve respirar aliviado. As competições são relâmpagos, por isso o desempenho sempre baixo de nossas equipes em competições de maior nível.

Pouca gente compareceu à final. Meio de semana, 3 horas da tarde, acho que nem todas as mães e todos os pais puderam comparecer.

Até parece uma punição. "Vocês têm que jogar escondido para ninguém saber", deve ser assim que pensa o diretor das bases da FNF.

E ainda tem o agravante da cobrança de preço de ingresso. Bom, o ABC venceu, gol de Pedrinho, sétimo título do ABC nessa faixa, e só não de forma seguida porque, vejam o absurdo?, a FNF não realizou essa competição em 2015.

Vê se pode?

Parabéns aos meninos do alvinegro, esperando que o resultado não tenha interferência no bom trabalho que o Geilson vem fazendo no time rubro.



Para a decisão do Sub 17, CEAF ignora os jovens valores do apito

Edmo Sinedino,

ABC e América decidem o campeonato sub 17 nesta quarta-feira (5), na Arena das Dunas. Duas coisas que preciso comentar, pois fico sem entender.

A primeira diz respeito à arbitragem. O trabalho do coronel Ricardo Albuquerque é merecedor de todos os elogios, por isso não entendi a escala dos "medalhões" para essa decisão.

Ora, se os jogos foram arbitrados por jovens que despontam, não seria mais natural que o destaque do apito fizesse esse jogo, junto com os assistentes também de melhor desempenho.

Por quê não as meninas?

Pablo Ramon Gonçalves apita, com os assistentes Flávio Barroca e Lorival Cândido, com Caio Max Vieira como quarto árbitro.

A outra coisa que acho absolutamente equivocada é a cobrança de ingresso, pois entendo que é hora de motivar os jovens torcedores, e fazer mais gente nos estádios para o futuro.

Mas aí é pedir demais de José Vanildo,  que é, hoje, unanimidade negativa como presidente da FNF, talvez, na história com pior aceitação entre os torcedores.



América contrata mais dois experientes jogadores

Edmo Sinedino,

fabinHilt_09O América anunciou mais dois reforços. Fabinho Alves, conhecido da torcida potiguar, e Hiltinho, que esteve no acesso do Cuiabá.

Mais dois experientes jogadores que já passaram dos 30 anos, e que se juntam aos já contratados, também da mesma faixa de idade.

São seis os reforços com passagens por vários clubes do Brasil, uma base, uma espinha dorsal, mas é preciso destacar que, quando se contrata um veterano, é preciso saber sua vida fora de campo.

Hoje, infelizmente, não dá para ser diferente. Alguns que a direção trouxe - Allison, Pardal e Max - são conhecidos. O mínimo que se espera é que esse cuidado tenha sido tomado com relação aos outros.

Se estiver tudo bem com o extra-campo, aí sim, o América tem os garotos e fazer a "mescla" que todos consideram perfeita, ou quase, para o futebol.

Vejam abaixo:

A tarde desta terça-feira (4) foi de novidade no Centro de Treinamento Dr. Abílio Medeiros, em Parnamirim. O meia Hiltinho e o atacante Fabinho Alves se apresentaram ao Alvirrubro e iniciaram a pré-temporada visando as competições de 2019.

O atacante Fabinho (32) estava no Santa Cruz-PE e chega para brigar por uma vaga no ataque do Alvirrubro. Já Hiltinho estava no Cuiabá-MT, onde conquistou o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA - FABINHO ALVES

Nome completo: Fabinho da Silva Alves

Data de Nascimento: 11/06/1986

Naturalidade: Vitória da Conquista (BA)

Altura/Peso: 1,75/66kg

Posição: Atacante

Clubes por onde passou: Cruzeiro-MG, Villa Nova-MG, Cabofriense-RJ, Ipatinga-MG, Nacional de Patos-MG, Bangu-RJ, Chapecoense-SC, ABC, Paysandu-PA, Joinville-SC, Criciúma-SC, Volta Redonda-RJ e Santa Cruz-PE.

FICHA TÉCNICA - HILTINHO

Nome completo: Hilton Conceição de Sousa

Data de Nascimento: 08/12/1985

Naturalidade: Cantanhede (MA)

Altura/Peso: 1,72/60kg

Posição: Meia

Clubes por onde passou: IAPE-MA, Sampaio Corrêa-MA, Boa Esporte-MG, Náutico-PE, Itumbiara-GO, Paysandu-PA e Cuiabá-MT.

Foto: Canindé Pereira/América FC

PS: Hiltinho compelta 33 anos no próximo sábado (8).



Erivelton vai jogar no futebol paulista; Arês acertou com o Joinville

Edmo Sinedino,

erivel_09Notícias que interessam sobre nossos jogadores sempre discriminados. Erivélton, destaque do ABC em todas as últimas conquistas e acessos, deve jogar no futebol paulista. Os último detalhes estão sendo acertados para sua ida.

Erivélton foi vítima de uma das maiores injustiças já cometidas no futebol. E como acontece sempre no ABC, basta lembrar casos de Cascata, Basílio, Renatinho Potiguar, entre outros, a culpa é sempre do jogador quando sai

O ala direita Arês, outro jogador vítima dessa mesma artimanha do submundo do futebol, acertou seu ingresso no Joinville.

O jogador Jardel, que ninguém entende e nem explica o seu não aproveitamento, está treinando com um personal pago por ele mesmo esperando acerto para jogar a temporada 2019. Não fica no ABC.

Nessa "brincadeira", vejam só quantos bons valores o ABC perdeu: Tonhão, Arês, Jardel, Dalberto, Berguinho, Jonathas, Rafinha, Fessin, Matheus, só para ficar nos mais conhecidos.

E ainda tem Ayrton Lucas, que foi vendido ao Fluminense, sem jogar, e foi vendido pelo clube carioca por nada menos que quatro milhões de euros.

Imaginem aí: se todos esses atletas estivessem no plantel do clube como ficaria mais fácil para montar o resto e brigar pelos títulos estadual, Copa do Nordeste e Série C.

*Fotos: Andrei Torres/ABC FC

arez2_09


ABC inicia trabalhos e espera por Wallyson

Edmo Sinedino,

abcapre_09Um blogueiro, o Jorge Nicola, afirma que Matheus Matias está fora dos planos do Corinthians para 2019. Ele afirma isso, mas não diz de quem partiu a informação.

Cita, no entanto, três clubes interessados em contar com o ex-abcdista - Ceará, Ponte Preta e Paraná. Fiquei sabendo que o Coritiba também está na jogada.

Notem que o ABC de Natal sequer é lembrado.  Diogo Silva, o empresário do rapaz, da Websoccer, muito bonzinho e amigo do alvinegro, deve fazer uma força enorme para trazê-lo para Natal.

É claro que estou sendo sarcástico. Esse Diogo Silva tem tanta consideração ao ABC quando eu tenho a ao presidente do PSG.

Na entrevista de Ranielle, concedida à imprensa, nesta segunda-feira (3), ficou evidente que o único jogador que disputou a Série A que pode acertar com o ABC é Wallyson.

Ederson é um sonho bem distante. O nome do gordinho Walter, dessa vez, não foi citado.

O ABC iniciou seus trabalhos e dos jogadores contratados, dois não se apresentaram. Juliano, que não deu satisfação nenhuma, até agora, e Valdemir, que ainda goza as férias a que tem direito. Ele disputou a Série B pelo Brasil de Pelotas.

Ontem, na matéria que escrevi sobre os reforços do ABC, esqueci os, talvez, mais importantes: Anderson, meia, ex-Alecrim, e Yan, zagueiro, ex-Palmeira.

O plantel:

Maurício (zagueiro), Ivan (ala), Eder (meia) e Neto (atacante), na primeira leva; Joilson (volante), Guilherme Xavier (ala/volante/meia), Juliano (meia, ainda não chegou), Adrian Maia (volante), Valdemir (meia/ala, ainda não se apresentou),  Ivan Martins (ala) e Saulo (goleiro).

 E acrescento Yan (zagueiro) e Anderson (meia atacante). Esses os contratados.

Ficaram Edson (goleiro), Vinícius e Henrique (zagueiros), Pedra e Guedes (meiocampistas) Rodrigo Rodrigues (atacante), Daniel (meia)  o garoto Kaká (meia), que vai integrar o plantel até que alguém se interesse e leve.

*Foto: Andrei Torres/ABC FC


Presidente da Sadef é reeleito com 98% dos votos

Edmo Sinedino,

tercio1_09Presidente da Sadef é reeleito com 98% dos votos

Tercio Tinoco vai comandar a Associação por mais três anos

Com 98% dos votos válidos, o atual presidente da Sadef – Associação Amigos do Deficiente Físico do RN, Tércio Tinoco, foi reeleito para mais um triênio no comando da entidade. A eleição aconteceu neste fim de semana, e tiveram direito a voto os profissionais da Sadef e os atletas maiores de 16 anos.

Tercio acredita que a votação tão significativa foi resultado de todas as conquistas e melhorias da Sadef nos três anos dessa primeira gestão. “Nós resgatamos a Sadef, que estava na UTI, e a colocamos novamente em destaque nacional e até internacional. Aumentamos de 3 para 9 modalidades esportivas, e vimos o número de atletas saltar de 30 para 200. É muito mais gente incluída por meio do esporte, que é o objetivo principal do nosso trabalho”, comemora Tercio.

O presidente reeleito ainda lembra do Projeto Natal Praia Inclusiva, implantado nessa gestão, e que tornou Ponta Negra a primeira e única praia 100% acessível para pessoas com deficiência, idosos e pessoas com mobilidade reduzida.

No mês passado, a Sadef recebeu da Câmara dos Deputados, em Brasília, o Prêmio Brasil Mais Inclusão 2018, concedido a entidades que realizam trabalhos relevantes em favor das pessoas com deficiência. Há mais de duas décadas, a Sadef inclui o deficiente físico por meio do esporte, mesmo com todas as dificuldades, principalmente financeiras. A Sadef é uma entidade civil sem fins econômicos, mantida com patrocínios financeiros da Caern e Bomporte Produtos Ortopédicos, e muitas parcerias.

Fonte: Liziane Virgílio/Assessoria de imprensa


Santa Cruz continua reforçando a equipe para o Estadual

Edmo Sinedino,

aguillar1_09A diretoria do Santa Cruz anunciou na manhã desta segunda-feira (3) o atacante Aguilar Oliveira (23 anos) com passagem pela Seleção Brasileira Sub-17. O atleta defendeu o Red Bull Brasil no Campeonato Paulista deste ano.

Antônio Júnior, campeão da Série B pelo Palmeiras, atacante, também acertou seu ingresso no tricolor comandado por Fernando Tonet.

Aguillar

Natural de Cáceres (MT), Aguilar se destacou na base do Cruzeiro-MG durante três anos. Depois foi para o Desportivo Brasil-SP onde participou da parceria entre o clube de São Paulo-SP com o Manchester United – viajava duas vezes ao ano e ficava duas ou três semanas, em períodos de adaptação, e depois retornava ao Brasil. No São Paulo-SP, jogou o Paulista Sub-20 e foi artilheiro na China, com cinco gols. Depois, vestiu a camisa do Grêmio-RS Sub-20. No profissional, disputou a Série A2 paulistana pelo Independente de Limeira e o Campeonato Paulista pelo Noroeste.

Antônio Júnior

ajunior_09

Antônio Júnior (22 anos) é mais um reforço para o ataque do Santa Cruz de Natal. O atleta conquistou o título da segunda divisão do Campeonato Potiguar deste ano com o Palmeira de Goianinha, onde marcou um gol em três jogos. Natural de Caicó (RN), Antônio passou ainda pelas categorias de base de ABC e América-RN.

Fonte e fotos: Diego Simonetti/assessoria de imprensa


Os reforços de Giscard Salton já estão chegando

Edmo Sinedino,

Em menos de uma semana o ABC anunciou sete reforços. Nenhum deles, no entanto, contando com a aprovação do torcedor.

Somados aos quatro anunciados antes mesmo da posse do presidente Fernando Suassuna, o plantel já soma onze novatos.

De todos esses jogadores contratados, apenas o atacante Neto, que vejo do Atlético Acreano, contou com um mínimo de aprovação.

O que fica evidente, pela idade, origem e jogos disputados é que todos vêm na conta de Giscard Salton, a exemplo do ano passado, e que são apostas.

Vale lembrar que dos jogadores trazidos pelo executivo de futebol, salvo engano (não sei se Igor Leite veio por seu intermédio), nenhum agradou.

O ABC ficou com o amontoado de jogadores, e quando foi preciso utilizá-los, após a saíde de Matheus, Fessin e Wallyson, a coisa ficou feia.

Se o filme está sendo repetido, acredito que, nem Ranielle, Giscard ou mesmo os membros da atual direção estão compreendendo o risco que correm, ou não ligam a mínima para isso.

Pelo visto, outras aquisições ainda virão, temo que, agora, deverão surgir alguns medalhões que causam impacto na torcida, provocando uma onda de esperança e até euforia.

Nesse novo "ciclo" de reforços, deve estar incluído o nome de Wallyson, que foi muito mal, e não jogou as últimas partidas pelo Vitória, de onde foi dispensado a semana passada.

Além dos reforços, o ABC anunciou a renovação de Anderson Pedra, volante veterano que, na temporada que termina, esteve quase sempre muito abaixo do rendimento esperado.

Maurício (zagueiro), Ivan (ala), Eder (meia) e Neto (atacante), na primeira leva; Joilson (volante), Guilherme Xavier (ala/volante/meia), Juliano (meia), Adrian Maia (volante), Valdemir (meia/ala(, Ivan Martins (ala) e Saulo (goleiro).

Ficaram e já de contratos renovados, Edson (goleiro), Vinícius e Henrique (zagueiros), Rodrigo Rodrigues  o garoto Kaká (meia), que vai integrar o plantel até que alguém se interesse e leve.

Jardel deve ser emprestado, o que é um absurdo; Vitinho não sei a situação, e jogadores de suma importância na conquista da temporada - Erivelton, Arês e Tonhão - foram descartados.



Felipão, Felipe Melo e Bolsonaro

Edmo Sinedino,

O mal que faz ao futebol do Brasil. Me lembro das derrotas de Telê Santana - 1982 e 1986 - e a vitória de Parreira - 1994.

Um cancro que rende até hoje. Um futebol de retrancas, que depende do talento individual, coisa que hoje quase já não temos.

Os seguidores do futeboil vistoso de Telê, ataque, criatividade e versatilidade, perdendo espaço para as retrancas obtusas da turma formada por CBF vai o "Boca de Confeito".

Neste domingo, fatídico domingo, Felipão volta a ser enaltecido e, graças ao plantel milionário montado pelo Palmeiras (dinheiro que não se sabe a origem) conquistou o título nacional.

Diante de equipes chinfrins, basta ver o exemplo da rodada final, passando sufoco contra o rebaixado e acanhado, para não dizer medíocre - Vitória da Bahia.

Sem adversários à altura, o futebol sem esquema, todo mundo atrás e dois na frente, e toma bombão pra frete, triunfou.

Para completar a "festa",a direção do Porco convidou o inominável presidente eleito Jair Bolsonaro para posar de torcedor do Palmeiras (ele já apareceu vestido com a camisa de quase todos os grandes clubes do Brasil) para erguer a taça.

Logo atrás dele, Felipe Melo, eleitor, fã, talvez o maior representante dessa truculência horrenda e absurda que invadiu nosso futebol.

Esse perna de pau chamado Felipe Melo, em tempos de futebol, certamente não seria titular de um time médio da Série C de nosso Brasileiro.

São os novos tempos. Na política, estamos de volta a 1964, mas deveria ser o contrário, a volta àquela época deveria acontecer somente no futebol.



Rodriguinho pode vestir a camisa do Flamengo

Edmo Sinedino,

A notícia da volta de Rodriguinho ao futebol brasileiro tem vários interesses, claro. O primeiro é que vamos voltar a vê-lo de perto, brilhando e, quem sabe, com chance de ainda jogar na seleção.

A outra é o que essa negociação ainda pode trazer de lucro para o ABC. Toda transação internacional envolvendo o craque que foi cria (e maltratado) das bases do clube tem um percentual do negócio.

Na matéria do Jornal O Dia, fala-se em salários de 700 mil que ele ganharia no Flamengo, além de um pagamento de dez milhões de euros. Aí reside o interesse do ABC, pois a percentagem é sobre esse alto valor.

Que assim, seja.

Veja abaixo:

Flamengo teria feito proposta superior a de rival para tentar a contratação de apoiador

Jogador teria sido oferecido ao Cruzeiro, mas Rubro-negro pagaria salário superior

Rio - Ex-Corinthians e Grêmio, Rodriguinho pode ser o novo reforço do Flamengo. O Cruzeiro teria tentado a contratação do jogador, porém o Rubro-negro teria apresentado uma proposta melhor pelo jogador. Atualmente, o meia está no Pyramids, do Egito.

Segundo informações do próprio vice-presidente da Raposa, Itair Machado, durante uma entrevista à Rádio Super Notícia FM, de Belo Horizonte, o time celeste não conseguiu cobrir a proposta do Flamengo.

"Me indicaram o Rodriguinho, mas ele tem proposta de R$ 700 mil por mês do Flamengo, não tem como eu cobrir isso. E, para trazê-lo ainda precisa pagar quase 10 milhões de euros", explicou.

*Fonte: Jornal O Dia


ABC anuncia o ala Ivan Marins e a volta do goleiro Saulo

Edmo Sinedino,

kaka2_09Neste domingo a diretoria do ABC anunciou mais dois reforços. O ala Ivan Martins, 26 anos, que estava no Fortaleza, onde disputou apenas seis jogos, na Copa Fares Lopes, jogou também no Ituano neste 2018, duas partidas.

O jogador, natural de Jaú, São Paulo, começou na Portuguesa, com passagens Coritiba, duas vezes, em 2015 disputou 23 partidas, Atlético Sorocaba, Bragantino, Água Santa, Ituano e Fortaleza. Nesta série B não tem registro dele em campo no campeão da Segundona.

O goleiro Saulo, que defendeu o ABC em 2015, e esteve esse ano no acesso do Treze à Série C, acerta seu retorno para Natal.

Da base

O meia Kaká, 20 anos, revelação da base abecedista e que estava emprestado ao Farense (POR), foi promovido pelo técnico Ranielle Ribeiro e fará parte do elenco profissional do Mais Querido em 2019.

Foto: Andrei Torres/ABC FC


Vasco e Flu escapam, dois do Nordeste caem para a Série B

Edmo Sinedino,

Apesar da crise do Fluminense - completos oito jogos sem vitória e sem marcar um gol - acreditava que os rebaixados estavam definidos. 

Seriam os mesmos que começaram a rodada na Z4, o que acabou acontecendo,  apenas com uma troca de posição do América com o Sport.

Duas equipes do Nordeste rebaixadas, que pena!. A política do alto investimento imediato sem retorno. O rubro-negro baiano precisa voltar aos tempos em que era o maior formador de talentos do Nordeste.

O Sport, que tem um excelente trabalho de valorização das bases precisa mudar a política de "cima". Mas, parece que não tem jeito.

O Ceará escapou. Um desses milagres que acontecem quando aparece um doido como Lisca, treinador, que tem a coragem de tirar do time medalhões como os goleiro Fernando Henrique e Renan, e o meia Pedro Ken, talvez os mais caros do plantel.

A sua última participação deixa mágoa grande na torcida do Sport, pois se tivesse vencido o Vasco, o Leão, do Nordeste sofrido como ele, teria escapado.

Mas o jogo foi limpo, acho.

Nesse "milagre" destaco, que bom!, o fino futebol do potiguar Richardson, um dos jogadores mais importantes no esquema do Ceará.

E mais: quando a direção entende que contratações "a rodo" não resolvem o problema. Mesmo assim, muitos erros foram cometidos, quem sabe a lição foi aprendida.

Paraná já estava morto desde o começo, praticamente, e o América Mineiro demorou muito a contratar Givanildo Oliveira.

Os cariocas Vasco e Fluminense, como eu previa, escaparam. Tinha muita gente torcedor contra.


1-20 de 8648