Umberto Eco tinha razão. A internet deu voz aos imbecis!

Carlos Alberto,

 “Fundamentalistas dão um toque de arrogante intolerância e rígida indiferença para com aqueles que não compartilham suas visões de mundo.” 

A declaração acima é atribuída ao escritor e filósofo italiano Umberto Eco, falecido em 2016. E se encaixa perfeitamente no momento pelo o qual o Brasil passa, sobretudo, no que diz respeito ao radicalismo que se estabeleceu após o golpe contra a ex-presidenta Dilma Ruosseff.

Aliás, Eco tinha uma maneira ímpar e singular de dizer as coisas. Certa vez declarou que “alguém já disse que o patriotismo é o último refúgio dos canalhas: quem não tem princípios morais costuma se enrolar em uma bandeira, e os bastardos sempre se reportam à pureza da sua raça. A identidade nacional é o último recurso dos deserdados. Muito bem, o senso de identidade se baseia no ódio, no ódio por quem não é idêntico.” 

Perfeito!

O que se observa no Brasil de hoje é que indivíduos que não querem enxergar a realidade que estamos vivendo, apelam para agressões por não terem argumentos para se contrapor as ideias ou pensamentos contrários.

Devo dizer que, como afirmou também Umberto Eco, “nem todas as verdades são para todos os ouvidos. Nem todas as mentiras podem ser suportadas.”  Isso certamente é um antídoto para àqueles que são de certa forma ingênuos ou melhor dizendo, incautos que preferem a farsa do que a verdade.

Estes preferem se iludir com a farsa de um governo que foi eleito sob a égide do ódio, do revanchismo, da intolerância, e por que não dizer da barbárie que no sentido mais amplo da palavra é a condição daquilo que é selvagem, cruel, desumano e grosseiro.

A legião de imbecis que antes só falava em uma mesa de bar, quando muito, teve voz com as redes sociais, já dizia Umberto Eco. E eu completo: essa mesma legião de imbecis, muitos dos quais se escondendo atrás de um pseudônimo, teve voz também com a oportunidade que a Internet concedeu de fazer comentários de artigos postados por jornalistas, muitos dos quais agressivos por falta de embasamento.

E não se diga que não falei de flores!

Acesse o blogdobarbosa clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-