A única coisa que mete medo em político é o povo nas ruas

Carlos Alberto,

A frase acima é atribuída ao saudoso deputado Ulysses Guimarães, que teria cunhado a fala no auge da ditadura militar no Brasil. Pois muito bem, caro leitor: o fato está ocorrendo no Chile e, quiçá no Brasil não demora muito!

Pela primeira vez desde a decretação de estado de emergência pelo governo
do presidente Sebasián Piñera, há uma semana, as autoridades não determinaram toque de recolher nas cidades do país neste sábado (26). Não só isso, além de não decretar toque de recolher, Piñera, perante a revolta popular, dissolveu seu ministério, e desandou a anunciar programas sociais e a pedir desculpas à população.

Diante de levantes desencadeados sem lideranças visíveis, a única reação do capitão-presidente brasileiro foi acusar o “terrorismo” pelo que estava acontecendo no Chile, disse de maneira cirúrgica o jornalista Ricardo Kotscho, no site Jornalistas pela Democracia.

E completou:

Se não são “comunistas”, só podem ser “terroristas” as centenas de milhares de jovens, velhos, homens, mulheres e crianças que, dia a dia, foram ocupando todos os espaços públicos do Chile.

Kotscho vai além na sua análise sobre a crise no Chile e transporta ela para o Brasil. Diz ele:

Com o apoio dos generais de pijama, a Rede Bolsonarista de Televisão e o que sobrou da falida imprensa de papel, os templos neo-pentecostais e as milícias digitais comandadas pelos filhos , os rentistas do mercado e os marombados da Barra da Tijuca, Bolsonaro gosta de posar de valente napoleão dos trópicos, mas deve estar morrendo de medo do povo.

Qualquer desatenção pode ser a gota d´água, como ensina a canção do Chico.

Sem aviso prévio, o desalento da população pode entornar o copo e desaguar num mar de gente nas ruas, a exemplo do que estamos vendo na nossa vizinhança.

O medo que eles têm de Lula é o brasileiro também despertar do sono profundo e dar um basta a tanta indignidade.

Mas, lá da China, Bolsonaro já mandou avisar que, se isso acontecer no Brasil, as tropas estarão de prontidão para impedir as manifestações.

Sebastián Piñera também fez isso, mas ao menos teve a "hombridade" de pedir a renúncia de ministros de Estado e, melhor ainda, pediu desculpas ao povo chileno.

É como disse Ulysses Guimarães, político só tem medo do povo nas ruas.

A conferir!


Acesse o blogdobarbosa, 12 anos no ar sempre em defesa da democracia e da liberdade de expressão, clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-