"A pátria amada - mais uma vez - chafurda-se na lama da vergonha e da ignomínia"

Carlos Alberto,

Transcrevo um texto da juiza trabalhista Roberta Araújo, de Pernambuco, sobre a tragédia de Brumadinho, tragédia essa que se repete no Brasil e providências não são tomadas para evitar novos desastres que ceifam vidas humanas e degradam o meio ambiente, lamentavelmente. Segue o texto:

"Há três anos, em Mariana, tivemos a maior tragédia ambiental da história do Brasil. Até hoje, as famílias seguem desamparadas e os responsáveis impunes. Os efeitos devastadores desse desastre não foram suficientes para impedir o que ocorreu em Brumadinho.

O Brasil é um país sem memória e sem compromisso com a vida humana. Seguimos com fiscalizações ineptas e licenças ambientais aprovadas de modo precário, como moeda de troca entre os interesses políticos e do mercado.

Na reunião que aprovou a licença da barragem, o representante do Ibama alertou para o risco do rompimento. Mas a ânsia da Vale em aumentar o lucro, aproveitando o surto econômico da mineração gerou a pressão adequada para obter em uma mesma reunião, a Licença Prévia de Instalação e de Operação.

Esse desastre é responsabilidade de todos os partidos e governos coniventes com a atividade empresarial predatória das mineradoras deste país, onde a vida humana segue importando menos que o preço das ações no mercado de capitais.

E neste espiral da ganância e da ambição, a pátria amada - mais uma vez- chafurda-se na lama da vergonha e da ignomínia."

*Roberta Araújo - Juíza TRT - PE

Acesse o blogdobarbosa clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-