10 dicas para evitar dores de cabeça ao viajar de carro

Marcos Pedroza,
1. Revisões e equipamentos em dia Circular com o carro em mau estado de conservação é perigoso em qualquer situação. Nas rodovias, onde fica mais difícil e demorado prestar socorro, a atenção precisa estar redobrada. Só viaje se as revisões programadas estiverem em dia, ou procure o mecânico para efetuar as manutenções adequadas, como alinhamento e balanceamento, calibração e vida útil dos pneus, nível de óleo armazenado e afins. Além disso, não esqueça de conferir se estepe, macaco, triângulo de sinalização, extintor de incêndio e demais equipamentos de segurança estão devidamente instalados. Além de serem essenciais em caso de ocorrências, sua ausência é punida com multa por autoridades do trânsito. Folhapress Só viaje se as revisões estiverem em dia, ou após levar carro ao mecânico.
 
2. Pesquise o roteiro Antes de iniciar a viagem, informe-se sobre o trajeto e o destino final. Caso nunca tenha feito o caminho, tenha à mão pelo menos um navegador por GPS (vale o Waze) com mapa do local. Além disso, pesquise onde há postos de abastecimento 24 horas no meio de percurso, para programar reabastecimentos ou paradas rápidas para descanso. Ah, e claro: certifique-se de que o veículo está reabastecido antes de sair de casa. 
 3. Fuja do congestionamento Sair em horários alternativos é a solução ideal para fugir do engarrafamento nas estradas em períodos de recesso ou feriado prolongado. É claro que o trabalho ou outras questões pessoais podem deixar pouca margem de "manobra", mas esforçar-se para sair um pouco mais cedo pode ser a diferença entre ficar duas ou nove horas na estrada. José Patrício/Estadão Conteúdo Sair na hora certa pode fazer a diferença entre chegar rápido ou ficar preso no tráfego 
4. Vá descansado Um dos maiores perigos na estrada é dormir ao volante. Se a viagem for longa e você não tiver com quem revezar, durma bem na noite anterior e só dê a partida se estiver descansado e alerta. 
 5. Não vacile Não é por estar fora da cidade que você está imune a assaltos e furtos. Nas paradas em postos de abastecimento e serviços, não deixe o veículo estacionado sem trancá-lo, mesmo que a parada seja breve. Evite também deixar documentos, pessoais ou do automóvel, no porta-luvas, assim como embrulhos, sacolas, mochilas e bolsas expostos nos bancos. Em movimento, ande sempre com vidros fechados, especialmente quando passar por perímetros urbanos à noite. 
 6. Atenção à pista. E só "Se um motorista está a 120 km/h numa rodovia e se distrai por quatro segundos com o celular, vai percorrer 133 metros sem saber o que acontece à sua frente", já alertou a UOL Carros Gerson Burin, especialista do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária). Motorista que deixa de prestar atenção no trânsito, por menor tempo que seja, comete um dos erros mais graves ao volante. Portanto, nada de mexer no celular, trocar de roupa, acender um cigarro, abrir um pacote de bolacha ou virar para dar bronca nos filhos enquanto guia na estrada. 
 7. Programe paradas Passar muito tempo sem se movimentar gera sérios riscos de problemas de circulação sanguínea. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), passar mais de quatro horas seguidas viajando sem se mexer aumenta, e muito, o risco de doenças como trombose e embolia pulmonar. Por isso, programa paradas esporádicas durante o percurso para sair do automóvel, alongar os braços e dar uma boa "esticada nas pernas". 
 8. Kit viagem Viagens reservam imprevistos: congestionamento, sol forte, estresse e enjoos. Para evitar que um problema pequeno vire um grande transtorno, monte um kit básico com objetos como lenços, filtro solar, sacos plásticos, medicamentos de uso contínuo, alimentos de consumo rápido e água, claro. Se a questão for distrair as crianças, jogos eletrônicos, brincadeiras de adivinhar e uma trilha musical animada cumprem bem a função. Ampliar Como guardar duas bikes em seu carro10 fotos 1 / 10 As leis brasileiras de trânsito permitem transportar qualquer tipo de bicicleta dentro de um carro, desde que totalmente separadas dos passageiros. UOL Carros mostra como levar duas em um SUV médio sem passar aperto Leia mais Murilo Góes/UOL 
9. Pessoas e bagagens juntos? Não pode De acordo com o CTB, nenhum passageiro pode ser transportado no mesmo espaço da carga, pois há risco de ser atingido por ela em caso de acidente. Por isso, se for necessário rebater os bancos traseiros para encaixar sua bagagem, a capacidade legal de seu automóvel ficará limitada aos dois ocupantes da frente. Quer levar bicicletas em racks externos, fique atento às regras? Para levá-las no teto, a altura não pode exceder 4,40 metros. Na traseira, o suporte não pode superar a largura do veículo (contando os retrovisores), nem obstruir lanternas, refletores e placa. 
 10. Transporte animais com segurança: transportar animais soltos nos bancos, no colo de alguém ou mesmo com a cabeça para fora da janela, é prática proibida pelo CTB. Só vale carregá-los com equipamentos próprios de segurança, como cadeirinha para pets, caixa de transporte ou cinto de segurança para animais -- este deve estar adequado ao tamanho e peso do seu bicho de estimação.
Tags: Carros
A+ A-