João Pessoa se articula na disputa como melhor cidade turística do Nordeste

Airton Bulhões,

   A participação de João Pessoa no 12º Fórum Internacional de Cidades Criativas da Unesco que começou nesta segunda-feira, em Cracóvia (Polônia) mostra que os paraibanos se articulam e desenvolvem ações sólidas para tornar a cidade cada vez mais turística.

   João Pessoa toma posse da cidade no grupo seleto de 180 reconhecidas pela criatividade no mundo, distribuídas em 72 países. Com título conferido pelas Nações Unidas em novembro do ano passado, João Pessoa é a única cidade no Brasil considerada uma referência pela riqueza do artesanato e da cultura popular.

  Enquanto isso Natal não busca opções para desenvolver seu turismo e fica na mesmice, João Pessoa tem criatividade e vai longe.

  No encontro, com representações de todas as regiões do mundo, o prefeito Luciano Cartaxo apresentou um vídeo que mostra as belezas, monumentos históricos, equipamentos públicos e programas de referência da Capital. Mesmo ingressando na rede há poucos meses, João Pessoa já se tornou uma referência no país, com a implantação do Celeiro, espaço de exposição e comercialização do artesanato paraibano, o início do programa AnimaCentro, de ocupação cultural no Centro Histórico, junto com a realização do primeiro Encontro de Cidades Criativas da Unesco do Brasil (ECriativa).

 O prefeito acrescentou que o Fórum da Unesco é outro momento que está sendo aproveitado pela gestão municipal para promover a boa imagem de Capital paraibana no mundo, atraindo novos visitantes. Durante o encontro, o gestor irá conhecer as experiências bem-sucedidas de outros municípios, além de apresentar um segundo painel na Mesa-Redonda sobre Criatividade e Desenvolvimento Sustentável, junto a outros prefeitos e gestores públicos da rede mundial de cidades. “Vamos mostrar os passos seguintes do programa João Pessoa, Cidade Criativa, com a implantação do Laboratório de Inovação Cultural, a Fábrica de Artesanato e a I Feira Internacional de Economia Criativa, que vem sendo construída junto com o Sebrae e outras entidades parceiras”, apontou.


A+ A-