Fecomércio RN pede a rede bancária prorrogação de pagamentos e BNB adia Crediamigo

Airton Bulhões,

   A Fecomércio RN enviou documento ao Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste apoio nesse momento difícil que as empresas passam diante do Covid-19 para que adotem  medidas para minimizar os efeitos da crise econômica e social que está se instalando em todo o país e, em especial, no estado do Rio Grande do Norte

  São solicitadas a  prorrogação para o final dos respectivos contratos, sem encargos moratórios, das parcelas de financiamentos vencidas nos próximos 120 dias; a prorrogação por 120 dias, sem encargos moratórios, dos títulos vencidos nesse período; a concessão de linhas crédito de longo prazo, com carência de 180 dias para início do pagamento, na forma de capital de giro e com taxas de juros reduzidas, para reforço do caixa das empresas, excepcionalmente sem a exigência de comprovação da regularidade fiscal e creditícia.

  Segundo o presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz a iniciativa visa sensibilizar a rede bancária oficial prestando apoio financeiro às empresas dos segmentos do Comércio, Serviços e Turismo, como forma de manter os atuais níveis de emprego.

  As recomendações de isolamento social estão provocando não apenas o cancelamento de eventos, mas a redução das jornadas de trabalho, e agora no fechamento por completo dos shoppings da capital, de forma que irão causar um impacto direto e profundo no faturamento destas empresas, criando um cenário estarrecedor e de extrema preocupação.

  Apresentou a importância dos setores do Comércio, Serviços e Turismo para a economia do estado, já que as empresas destes segmentos respondem por cerca de 65% do Produto Interno Bruto (PIB) potiguar, e empregam, direta e formalmente, quase 310 mil pessoas, o que equivale a aproximadamente 74% de todos os empregos com carteira assinada gerados pelo setor privado no Estado.

  A a massa salarial que gira no Rio Grande do Norte, paga apenas pelas empresas do setor formal desses segmentos, ultrapassa a casa dos R$ 435 milhões mensais.

BANCO DO NORDESTE ADIA PRAZO DE PAGAMENTO DO CREDIAMIGO

  As prestações de clientes do Crediamigo que vencem de 19 de março a 18 de abril de 2020 serão prorrogadas automaticamente pelo prazo de 30 dias. A iniciativa é mais uma medida adotada pelo Banco do Nordeste em apoio ao Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo Coronavírus COVID-19. Clientes que não têm interesse na prorrogação devem efetuar o pagamento normalmente.

  As condições excepcionais incluem também carência de 30 dias para início dos pagamentos relativos a novas contratações ou a renovações de financiamentos. O objetivo é possibilitar que todos os clientes permaneçam adimplentes com seus empréstimos, a fim de que possam fazer a renovação nos próximos meses.

Maior programa de microcrédito produtivo orientado da América do Sul, o Crediamigo possui 2,3 milhões de clientes ativos na área de atuação do BNB - os nove estados da região Nordeste e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo. O programa oferece capital de giro e investimento para micros e pequenos empreendedores, com prazos de 2 a 24 meses e taxas que variam de 0,99% a 2,40% ao mês.


A+ A-