Especialista em tecnologia voltada para segurança fará palestra em Natal

Airton Bulhões,

     Será realizada no próximo dia 14 no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL) a palestra “Cidade Segura com a Utilização de Tecnologia”, que será ministrada pelo consultor paulista e especialista em tecnologia, César Leonel, que irá expor para uma platéia composta por empresários, gestores públicos e privados, executivos e formadores de opinião como as novas tecnologias podem contribuir com a segurança nos centros urbanos.nAl0zQd.jpg

  O evento terá início às 19 horas e a sua promoção é resultado da parceria entre o CDL Natal e o grupo potiguar Interfort Segurança, uma das maiores companhias de segurança privada do Nordeste.

Segundo César Leonel, as inovações tecnológicas e os novos processos de gestão existentes são utilizados para melhorar a vida das pessoas que moram e trabalham nas cidades. “A palestra irá mostrar como a tecnologia pode ser utilizada para favorecer o quesito segurança”, explica.

O especialista defende que os processos de gestão das tecnologias voltadas para o objetivo ‘cidade segura’ se adequam a qualquer centro urbano, seja Natal, São Paulo, Nova Iorque ou Paris. Ele relata que na cidade de Barueri (SP) foi implantado um sistema inteligente, programado para monitorar crimes e combater a violência através da adoção de tecnologia voltada para  alarmar diante de situações criticas.

Segundo César Leonel, as inovações tecnológicas e os novos processos de gestão existentes são utilizados para melhorar a vida das pessoas que moram e trabalham nas cidades. “A palestra irá mostrar como a tecnologia pode ser utilizada para favorecer o quesito segurança”, explica.

O especialista defende que os processos de gestão das tecnologias voltadas para o objetivo ‘cidade segura’ se adequam a qualquer centro urbano, seja Natal, São Paulo, Nova Iorque ou Paris. Ele relata que na cidade de Barueri (SP) foi implantado um sistema inteligente, programado para monitorar crimes e combater a violência através da adoção de tecnologia voltada para alarmar diante de situaçPara o especialista, é preciso interromper a escalada dos trágicos indicadores de violência, que tornam o Brasil um dos países que mais perdem pessoas, mesmo não sendo um dos países que são zonas de Guerra. “Esse fato ameaça desestabilizar três das principais dimensões para o desenvolvimento humano:  Indivíduos, tecido social e instituições democráticas”.

Além do aproveitamento em questões que envolvem 'segurança', as novas tecnologias podem beneficiar as mais diversas áreas, como saúde, energia, educação, mobilidade urbana, meio ambiente, planejamento urbano, entre outras.

  Para o especialista, é preciso interromper a escalada dos trágicos indicadores de violência, que tornam o Brasil um dos países que mais perdem pessoas, mesmo não sendo um dos países que são zonas de Guerra. “Esse fato ameaça desestabilizar três das principais dimensões para o desenvolvimento humano:  Indivíduos, tecido social e instituições democráticas”.

Além do aproveitamento em questões que envolvem 'segurança', as novas tecnologias podem beneficiar as mais diversas áreas, como saúde, energia, educação, mobilidade urbana, meio ambiente, planejamento urbano, entre outras.


A+ A-