Banco do Nordeste está liberando financiamento de energia solar para uso residencial

Airton Bulhões,

  Qualquer pessoa pode obter financiamento de projetos de energia solar com fins residenciais, incluindo moradores de condomínios que estão sendo oferecidos  pelo Banco do Nordeste através da linha de financiamento FNE Sol.

  Os interessados podem financiar com o BNB até 100% do investimento, com limite de até R$ 100 mil, prazo de pagamento de até oito anos e carência de até seis meses. Para valores até R$ 50 mil, a garantia necessária será aval somado à alienação dos equipamentos; acima deste valor, será garantia real mais alienação dos equipamentos.

Os equipamentos podem ser adquiridos e financiados sem impacto nos gastos do cliente, que passa a consumir a própria energia renovável e limpa. Depois de quitado o financiamento fica apenas os benefícios da redução da conta. O modelo de atendimento à pessoa física contará com cadastro e conta corrente digital e apresentação de documentos nas agências nessa primeira fase, evoluindo para a solicitação de crédito via internet banking, no primeiro semestre de 2019.

  A linha de crédito utiliza recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), funding operado exclusivamente pelo BNB. “Com essa conquista, completamos o ciclo de  atendimento a todos os players interessados em energia sustentável. Faltava apenas pessoa física, mas a partir de agora este público passa a acessar o FNE Sol, com os juros mais atrativos do mercado, a partir de 0,39% a.m. e parcelas equivalentes à redução projetada na conta de energia, após a implantação do sistema de compensação”, destaca o presidente do BNB, Romildo Rolim.


VEJA AS TAXAS

Público

Taxas*

(com bônus de adimplência)

Pessoa física micro e minigeradora de energia com rendimento bruto anual de até R$ 50 mil e empreendedores MPEs e MEIs.

de 4,73 % a 4,96% a.a

de 0,39% a 0,40% a.m

Pessoa física micro e minigeradora de energia com rendimento bruto anual de R$ 50 mil até R$ 100 mil e empreendedores de pequeno-médio e médio portes.

de 5,18 % a 5,52% a.a

de 0,42% a 0,45% a.m

Pessoa física micro e minigeradora de energia com rendimento bruto anual de R$ 100 mil a R$ 150 mil e empreendedores de grande porte.

de 5,94 % a 6,44% a.a

de 0,48% a 0,52% a.m

Pessoa física micro e minigeradora de energia com rendimento bruto anual acima de R$ 150 mil .

de 6,69 % a  7,36% a.a

de 0,54% a 0,59% a.m

*TFC projetada utilizando o IPCA para os próximos 12 meses, de 3,67% ao anoe considerando variações a depender da localização do município

  Fonte: BACEN - Focus Relatório de Mercado, de 23 de novembro de 2018

foto: Ciclo Vivo
A+ A-