Idema leva professores de Maxaranguape para conhecer biodiversidade em Parrachos

Airton Bulhões,

Boa a ideia do Idema (Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente) de convidar  professores da Creche Municipal Aprender em Boas Mãos e da Escola Municipal Professor Germano, do município de Maxaranguape/RN que tiveram uma experiência diferente da sala de aula.

   O grupo que reuniu 17 professores que têm o papel de promover a educação ambiental aos seus alunos, levou os profissionais da educação para conhecerem os Parrachos de Maracajaú.

  Os professores tiveram contato, pela primeira vez, com a biodiversidade existente na Área de Proteção Ambiental Recifes de Corais - APARC, por meio de passeio barco e mergulho de superfície.

  Mais interessante que essa iniciativa do Idema de levar os professores, agora é levar os estudantes da rede municipal de Maxaranguape e municípios vizinhos com aula prática. Isso pode ser feito com uma boa organização.

   Durante a visita, a equipe de educadores ambientais do Idema fez uma apresentação para os professores a respeito da importância da preservação do local. A educadora ambiental e bióloga, Marina Moura, destacou para os mestres a finalidade da criação da Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais.

   “Criada em 2001, por meio de um Decreto, a APARC tem o objetivo de proteger a região marinha que abrange a faixa costeira dos municípios de Maxaranguape, Rio do Fogo e Touros, no litoral norte do Estado. Isso porque a APARC assegura a preservação da biodiversidade marinha presente na Unidade de Conservação com a ocorrência de recifes de corais, considerado o berçário e o mais diverso habitat marinho do mundo”, destacou.

A atividade integra a programação do mês dedicado ao Meio Ambiente e ocorre em parceria entre o Idema, através do Núcleo de Gestão de Unidades de Conservação (NUC) e da Subcoordenadoria de Planejamento e Educação Ambiental (SPEA), Associação de Proteção e Conservação Ambiental Cabo de São Roque, empresa Parrachos Praia Clube e também conta com a colaboração da Secretaria de Educação de Maxaranguape.

OhfTL9M.jpg

Santander faz campanha de renegociação de dívidas vencidas

Airton Bulhões,

Os clientes do banco Santander com dívidas vencidas estão sendo convidadas a procurar o Banco para renegociar os débitos em condições especiais. Em campanha na tevê, a instituição se compromete a tirar o acento da dívida – em vez de acentuá-la ainda mais. 

   Clientes com mais de 60 dias de atraso podem optar por dividir o débito em até 12 vezes sem juros, ou em um número maior de parcelas, com taxa mensal de 0,49%.

  Se as dívidas estiverem vencidas há menos de 60 dias, há a possibilidade de unificar todo o valor devido em uma única linha com até 50% de desconto na taxa mensal, ou até 25% de desconto para débito em folha de pagamento – modalidade que já oferece juros mais baixos.

  No caso das empresas, o Banco oferece taxas de 0,89% ao mês para dívidas vencidas há mais de 60 dias, ou 10% de desconto na taxa para unificar os débitos com atraso inferior a este prazo (válido para as modalidades capital de giro, conta garantida, Santander Master, descontos de recebíveis e cartão de crédito).

SAIBA MAIS

As condições especiais podem ser realizadas na página especial da ação (https://portalstg.santander.com.br/campanhas/semdivida), pela central de atendimento telefônico e nas agências.



Ministério do Turismo autoriza o repasse de R$ 17,9 milhões para municípios

Airton Bulhões,

  O Ministério do Turismo repassou nesta terça-feira assegura pagamentos relativos a 157 obras de infraestrutura turística realizadas em todas as regiões do país com recursos de programação do órgão. No total, a Pasta disponibilizou cerca de R$ 17,9 milhões à Caixa Econômica Federal, gestora de contratos do MTur, contemplando 151 destinos de 23 Unidades da Federação.

  No Rio Grande do Norte foram repassados recursos para 8 oito municípios: Natal, (R$ 49.200); Coronel Ezequiel (R$ 190.222); José da Penha (R$ 48.750); Macaíba (R$ 47.580); Nísia Floresta (R$ 151.932); Taboleiro Grande (R$ 243.750); Upanema (R$ 267.462) e Venha Ver (R$ 48.750).

  Os projetos beneficiados incluem ações como a construção de centros culturais, de eventos, de mercados públicos, pavimentação asfáltica, a reforma de praças e a revitalização de orlas, entre outros. A região Nordeste lidera em quantidade de recursos alocados (R$ 7,277 milhões).

  Os 10 estados que concentram o maior volume de recursos são Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Ceará, Sergipe, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte e Roraima. No último dia 18, o MTur autorizou o repasse de outros R$ 34,1 milhões para o pagamento de 351 obras realizadas por meio de emendas parlamentares em 324 municípios brasileiros, beneficiando projetos de 26 estados.

B8KtCTR.jpg

Clientes Caixa e BNB podem sacar nas lotéricas até R$ 2 mil a partir de hoje

Airton Bulhões,

  A partir desta quarta-feira haverá alteração do limite de saque para os clientes Caixa Econômica Federal e BNB nas lotéricas de R$ 1.500,00 para R$ 2.000,00, o que aumentará o volume de transações, trazendo novos públicos e reduzindo o volume de numerário nas unidades.

  O anúncio de outras medidas anunciado pela CEF faz parte do pacote de melhorias para a rede lotérica. Os benefícios incluem diversos reajustes de remunerações, entre outros. O pacote foi apresentado aos representantes da categoria e aprovado por unanimidade pela Federação Brasileira das Empresas Lotéricas (FEBRALOT), composta por 26 sindicatos.

  O pacote de melhorias traz um aumento médio de 6%, superior à inflação do período, que foi de 4.6%. Serão ainda implementadas ações que são significativas para a sustentabilidade do canal, como a aceitação do cartão de débito e crédito nas Unidades Lotéricas.

   A Caixa também divulgou a nova remuneração para negócios e novos valores de adicionais remuneratórios. Complementado os benefícios, foi disponibilizada linha de crédito para capital de giro com condições exclusivas para os Lotéricos.



Fies abre mais de 46 mil vagas a juro zero para uma vaga em curso superior presencial

Airton Bulhões,

    A partir desta terça-feira estão abertas as inscrições para os  interessados em concorrer a uma vaga em curso superior presencial por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) já podem se inscrever no site do programa.

  O candidato que participar do processo seletivo precisa ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, e ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões. Também deve ter tido nota superior a zero na redação.

  Para poder se inscrever entre as condições, é necessário possuir renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos, além de estar matriculado em um curso superior cadastrado no programa e que seja reconhecido pelo Ministério da Educação. Candidatos inadimplentes ou que já tenham sido contemplados anteriormente não podem participar.

  O resultado do processo seletivo sairá no site do Fies, em 9 de julho, em chamada única. Quem não for selecionado, constará na lista de espera e poderá preencher vagas eventualmente não ocupadas. Essa etapa vai ocorrer de 15 a 23 de julho.

SAIBA MAIS

  Em 2019, o Fies disponibiliza 100 mil vagas para cursos superiores. Na edição do primeiro semestre, foram ofertadas 53.400 oportunidades, 43.606 já estão contratados fechados e quase 10 mil em processo de contratação.

 Já no segundo semestre, o número de vagas ofertadas teve um aumento de quase 20%, sendo 46,6 mil em 2019, contra 39 mil em 2018.

  Enquanto o Fies oferece financiamento a juros zero para quem possui até três salários mínimos, a modalidade P-Fies é uma forma de contemplar pessoas com juros variáveis que recebem até cinco salários mínimos.

  As condições de financiamento são definidas pela instituição de ensino e o banco.O P-Fies conta apenas com chamada única, ou seja, não tem lista de espera. O resultado, assim como o Fies, ficará disponível em 9 de julho.



Natal é a terceira capital preferida para turismo no Nordeste nas férias de julho

Airton Bulhões,

   Natal é a terceira capital preferida pelos turistas nacionais nas férias de junho/julho, segundo pesquisa divulgada hoje e realizada pelo Ministério do Turismo. João Pessoa nem aparece na pequisa e Recife ficou em 7º com a cidade de Ipojuca.

  Em primeiro lugar Fortaleza, 2º Maceió, 3º Natal, 4º Gramado (Rio Grande do Sul), 5º Rio de Janeiro, 6º Porto Seguro (Bahia),7º Ipojuca (Pernambuco), 8º São Paulo, 9º Salvador e 10 Campos do Jordão (São Paulo).

 A sondagem foi realizada com 2 mil agências de viagens do país. Além disso, o estudo traz a perspectiva das empresas em relação ao desempenho, faturamento, demanda de serviços e geração de empregos de maio a outubro de 2019.

Na composição do público, os casais com filhos correspondem ao maior número (37%) dos viajantes que utilizam agências de viagens, seguidos dos casais, com 22%, e viagens em família, com 21%. Sol e praia (49%) é o principal destino demandado pelos turistas. Destinos culturais e com títulos de patrimônio histórico ficam com o segundo lugar (16%), enquanto viagens a trabalho (10%) e por ecoturismo (9%) ocupam a terceira e quarta posições.

  Mais preferências dos turistas 49,2% querem sol e mar; 15,3% cultura e patrimônio; 10% outros;9% ecoturismo; 3,3% turismo de aventura e 3,2% religião.

SAIBA MAIS

Na perspectiva para os próximos seis meses, 17,8% das agências de viagens consultadas indicaram a possibilidade de contratação de novos funcionários. Ao serem questionadas quanto à demanda pelos serviços ofertados até outubro deste ano, cerca de 61% das empresas indicaram perspectiva de aumento na oferta de serviços.

No faturamento, também cerca de 61% das agências percebem um cenário de crescimento.

A percepção é mais otimista que nos três primeiros meses do ano, quando as agências registraram perspectiva de 7% no crescimento do número de empregados, 36% de aumento na demanda de serviços ofertados, e 30% no faturamento.

OPINIÃO

  Na opinião do colunista essa redução de ICMS no preço do querosene para estimular as empresas não vai trazer neneca de voos para Natal. Chegou tarde, começou errado lá na ponta com o ex-governador Robinson Farias e vai acontecer a mesma coisa. Isso pode trazer algum efeito quando as novas empresas internacionais começarem a voar no Brasil.

rmM9tRb.jpg

Americanos, japoneses, canadenses e australianos começam a chegar ao Brasil

Airton Bulhões,

   Os primeiros turistas norte-americanos a entrarem no Brasil beneficiados pela isenção de visto começam chegar no Rio de Janeiro, o Ministério do Turismo espera intensificar mais turistas que podem entrar no Brasil como os japoneses, australianos e canadenses.  uWCnDxP.jpg

Em 2018, os brasileiros deixaram US$ 18,2 bilhões no exterior, enquanto os estrangeiros gastaram US$ 5,9 bilhões, gerando um déficit na balança comercial de US$ 12,3 bilhões.

  A facilitação de vistos é uma demanda histórica dos empresários do setor. No último ano, quando o Brasil adotou o visto eletrônico para facilitar a entrada de turistas dos mesmos quatro países, foi registrado um incremento de 15,73% na chegada de visitantes dessas nacionalidades.

 De acordo com o perfil de gasto e permanência desses viajantes, trata-se de um incremento de R$ 450 milhões na economia.

Além da isenção de vistos, o Brasil tem adotado uma série de medidas para fomentar o setor de viagens. Entre elas, estão a abertura total das aéreas ao capital estrangeiro e a aprovação, pela Câmara dos Deputados, da transformação de Embratur em agência.

 “O nosso foco principal é reduzir o custo para fazer o estrangeiro e, principalmente, o brasileiro viajar mais pelo próprio país”, comenta o ministro Marcelo Álvaro Antônio.

  De acordo com a Organização Mundial de Turismo, medidas de facilitação de viagens podem gerar um aumento de até 25% no fluxo de viajantes entre os países.

  Outro dado técnico que embasou a decisão do governo brasileiro em isentar países estratégicos da exigência de visto foi um levantamento realizado durante a Olímpiada 2016. Para 82,2% dos turistas estrangeiros dos quatro países beneficiados com a medida, a isenção de vistos facilita o retorno ao país.



MEC pede frequência escolar de alunos do Bolsa Família as secretarias municipais de Educação

Airton Bulhões,

   O Ministério da Educação enviou comunicado as secretarias municipais de Educação de todo o país devem enviar a frequência escolar dos beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF) ao Ministério da Educação até 27 de junho.

  As informações são referentes aos meses de abril e maio deste ano.

O benefício do programa está condicionado à presença mínima mensal de 85% nas aulas, para alunos de 6 a 15 anos, e de 75%, para jovens entre 16 e 17 anos.

  A coordenadora geral de Acompanhamento da Inclusão Social da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp) do Ministério da Educação, Simone Medeiros, alerta para o prazo. “Pedimos que os registros sejam feitos ao longo do período para que o sistema não fique sobrecarregado na última hora, e gere dificuldades.”

  De acordo com a coordenadora, o acompanhamento é feito cinco vezes ao ano.  No primeiro período de 2019, de fevereiro a março, o percentual de cumprimento de frequência do público acompanhado foi de 95,16%. “Esse levantamento é uma importante referência para a formulação de políticas públicas de fomento à permanência e à progressão escolar”.undefined.jpg

  O esforço conjunto do governo federal, das administrações estaduais e das prefeituras envolve uma rede de aproximadamente 56 mil profissionais da educação, mobilizados ao longo de cinco períodos bimestrais, em mais de 140 mil escolas.

  A partir desse levantamento, também são identificados os motivos que levaram à baixa frequência escolar dos alunos. Essas informações são ferramenta fundamental para o governo criar ações de combate ao abandono e à evasão. Os dados são mantidos no Cadastro Único, que permite a identificação dos estudantes, o monitoramento de sua frequência escolar e o recebimento do benefício do Programa Bolsa Família.



Empresa ítalo-britânica inicia construção de cidade inteligente em São Gonçalo do Amarante

Airton Bulhões,

    O Rio Grande do Norte terá a segunda cidade inteligente social no mundo no município de São Gonçalo do Amarante (RN), próximo à Natal com as obras já iniciadas.

  O projeto recebe o nome de Smart City Natal, conta com aportes de R$ 140 milhões e deverá abrigar 15 mil pessoas. Segundo Susanna Marchionni, co-fundadora da empresa, o objetivo é iniciar a construção de mais duas cidades inteligentes ainda em 2019.

  De olho no Brasil como um mercado amplo para a implantação de cidades inteligentes sociais, a empresa ítalo-britânica Planet pretende construir 10 megaprojetos no Brasil até 2022.

  O cenário no país proporciona espaço para isso: levantamento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta 7,78 milhões de déficit em unidades habitacionais em 2017.  Estamos entre os cinco países com maior déficit habitacional no planeta.

  A primeira cidade inteligente social do mundo foi inaugurada em janeiro, nas proximidades de Fortaleza (CE), e já conta com moradores.

SAIBA MAIS

  O Grupo PLANET é formado por empresas italianas, britânicas e brasileiras e inovou criando o conceito de cidade inteligente social e que desenvolve soluções tecnológicas para o crescimento econômico e sustentável das cidades inteligentes. Responsável por idealizar o projeto piloto Smart City Laguna, a primeira Cidade Inteligente Social do Mundo, que está sendo construída no município de São Gonçalo do Amarante.   Seus fundadores possuem 25 anos de experiência no mercado imobiliário e na construção civil, nacional e internacional.



RN está incluído na liberação R$ 34 milhões para infraestrutura turística pelo MTur

Airton Bulhões,

Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo, Bahia, Paraná, Ceará, Maranhão, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco e Alagoas que concentram maior volume de investimentos com a liberação de R$ 34,1 milhões pelo Ministério do Turismo para o pagamento de 351 obras de infraestrutura turística realizadas em 324 municípios brasileiros.

  A liberação dos recursos, já disponibilizados à Caixa Econômica Federal – gestora dos contratos de repasse do MTur – beneficia os 26 estados do país. O pagamento contempla obras realizadas por meio de emendas parlamentares individuais.

Os projetos envolvidos incluem ações como a construção de centros de convenções, pavimentação asfáltica, drenagem e a reforma de mercados públicos, entre outros.

 O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, fala da importância do apoio de deputados e senadores para a estruturação do turismo no Brasil. “Esses recursos são essenciais à melhoria das condições dos nossos atrativos, além da implantação de novos empreendimentos, que aumentam a competitividade do turismo e favorecem o desenvolvimento regional. Essas obras também contribuem para a geração de emprego e renda no setor, um dos focos de trabalho do governo”, observa.

  Os investimentos se destinam, preferencialmente, a municípios do Mapa do Turismo Brasileiro, que reúne 3.285 municípios com vocação turística. A ferramenta, uma das iniciativas do Programa de Regionalização do Turismo (PRT), busca aprimorar a aplicação de recursos públicos em localidades que adotam o turismo como estratégia de investimento e retorno econômico.

3ZAuQcP.jpg

Seguro DPVAT faz campanha nacional mostrando superação das vítimas de trânsito

Airton Bulhões,

“A superação nos inspira”. Este é o mote da nova campanha de mídia do Seguro DPVAT, que será veiculada nacionalmente. A proposta é ampliar o conhecimento sobre o direito ao benefício social, que protege os mais de 209 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito.

  A campanha apresentará histórias reais de beneficiários do Seguro DPVAT que, apesar das dificuldades pós-acidente, seguiram em frente com ajuda do seguro. Uma delas é a de Melina Reis, bailarina que voltou a dançar após amputação de parte da perna esquerda.

  Até julho, as peças publicitárias estarão presentes em TVs, rádios, busdoorsbackbus, outdoors, sites e mídias sociais. O estamosaquiparavoce.com.br também reúne informações sobre o Seguro DPVAT, dúvidas e um passo a passo de como dar entrada no pedido de indenização.

O DPVAT é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 209 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, e oferece três tipos de coberturas: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até 3 anos.

SAIBA MAIS

  Dos recursos arrecadados pelo seguro obrigatório, 50% vão para a União, sendo 45% para o Sistema Único de Saúde (SUS) para custeio da assistência médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito, e 5% são para o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), para investimento em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsito. Os outros 50% são direcionados para despesas, reservas e pagamento de indenizações.

   



Conselho Federal de Medicina e Associação de Psiquiatria querem revogação para cultivo de maconha

Airton Bulhões,

   O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) alertam para o alto risco na proposta de regulamentação do plantio da Cannabis sativa L. (maconha). As duas instituições médicas divulgaram nota conjunta pedindo revogação e cancelamento de consulta pública sobre o tema

  Para as entidades, a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de aprovar proposta preliminar autorizando o cultivo com fins medicinais e científicos, além da produção de medicamentos derivados da droga, desconsidera evidências científicas e não garante efetividade e segurança para os pacientes.

“Ao admitir a possibilidade de liberação de cultivo e de processamento dessa droga no País, a Anvisa assume postura equivocada, ignorando os riscos à saúde pública que decorrem dessa medida”, pontua o documento do CFM e ABP.

 O presidente do CFM, Carlos Vital, argumenta que a maconha não é uma droga inofensiva e que são vastas as evidências científicas de que o uso precoce da droga leva à dependência. “Acreditamos que é nossa missão informar e conscientizar a comunidade médica e científica, bem como educadores, legisladores, gestores e o público em geral, sobre o tema”.

  Na avaliação do psiquiatra e conselheiro federal Salomão Rodrigues Filho, o consumo regular da Cannabis causa prejuízos importantes, que, segundo ele, são atestados por inúmeras publicações científicas que "demonstram os riscos que a maconha oferece à saúde pública, com destaque ao seu uso antes dos 15 anos com e o prejuízo do funcionamento cognitivo e ainda o papel da maconha no desencadeamento de surtos psicóticos de natureza esquizofrênica".

SAIBA MAIS

  Atualmente, está em vigor no Brasil, a Resolução CFM nº 2.113/2014, que proíbe aos médicos a prescrição da Cannabis in natura para "uso medicinal". Até o momento, somente o canabidiol, um dos derivados da Cannabis sativa L., por ter mínimos estudos em forma de pesquisa, tem autorização para uso compassivo sob prescrição médica no tratamento de epilepsias em crianças e adolescentes refratários aos métodos convencionais.

gn1DU55.jpg

Governo pode manter gratuidade de bagagem doméstica só para voos low cost

Airton Bulhões,

 O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira durante café da manhã com jornalistas que estuda uma alternativa para manter a gratuidade de bagagem em voos domésticos, mas abrindo uma exceção de cobrança apenas para as companhias aéreas de baixo custo, as chamadas low cost.

  Segundo matéria publicada pela Agência Brasil o presidente não soube detalhar como essa distinção entre companhias aéreas de baixo custo e convencionais seria feita, mas ressaltou que o tema está em estudo no governo. Bolsonaro deixou claro, no entanto, que ainda não descartou vetar a franquia gratuita. "Politicamente é bom sancionar, mas temos que pensar na economia", disse.

A volta da franquia de bagagem foi aprovada no mês passado pelo Congresso Nacional na análise da Medida Provisória (MP) 863/2018, que permite 100% de participação de capital estrangeiro em empresas aéreas que atuam no Brasil.

. O texto do projeto de lei de conversão das aéreas precisa ser sancionado pelo presidente até a próxima segunda-feira (dia 17) para entrar em vigor.

Bolsonaro disse que pode sancionar o texto na íntegra e enviar uma nova MP só para estabelecer regras diferenciadas para as empresas as low cost. "Sanciona [o texto] e depois envia uma MP para a criação de um exceção para as low cost".

kQXZMX0.jpg



RN está entre os estados que mais receberam turistas internacionais em 2018

Airton Bulhões,

    Segundo o Anuário Estatístico do Turismo em 2018 todas as regiões do país registraram estados em que a entrada de turistas estrangeiros cresceu. Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo demonstraram alta no número de viajantes internacionais em 2018.wMratfI.jpg

  Os dados foram divulgados pelo Ministério do Turismo com base em informações da Polícia Federal. No cenário nacional, também houve crescimento de 0,5% em relação a 2017, com 32.606 turistas internacionais a mais em destinos brasileiros.

  Os estados de Pernambuco (45,7%), Minas Gerais (44,8%), Ceará (44,1%) e Amapá (31,2%) correspondem aos  que mais registraram crescimento de turistas internacionais no ano passado, se comparado com 2017.

  Na linha de frente, São Paulo (2,2 milhões), Rio de Janeiro (1,3 milhão) e Rio Grande do Sul (1,1 milhão) ainda  permanecem como os que mais recebem estrangeiros no país

  Do Nordeste, Bahia e Pernambuco correspondem aos estados que mais tiveram crescimento nas chegadas de turistas de outros países.

SAIBA MAIS

O estudo também contemplou os principais países emissores de turistas estrangeiros para cada estado, além do meio de transporte mais utilizado.

  O modal aéreo ocupa a 1ª posição no Amazonas, Bahia, Ceará, DF, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Norte. Já o meio terrestre lidera as chegadas de viajantes estrangeiros no Acre, Paraná, Rio Grande do Sul, Roraima e Mato Grosso do Sul.

No segmento marítimo, Amapá aparece como o estado que mais contabiliza chegadas internacionais pelo meio fluvial.



Fecomércio e CEF apresentam Construcard renovado para aquecer venda de material de construção

Airton Bulhões,

 A Federação do Comércio do RN e a Caixa Econômica Federal apresentaram o formato do novo Construcard  que vai permitir a compra de material de construção em lojas credenciadas pela Caixa.

  Contratando o financiamento, o consumidor recebe um cartão de imediato e pode comprar o que for necessário para uma obra, que vai desde o material básico (areia, tijolo, cimento, encanamento, etc); o material de acabamento (pisos, azulejos e iluminação); a itens como piscinas, aquecedores solares, equipamentos de energia fotovoltaica, dentre outros.

  Após aprovação do limite de compras o cliente faz o parcelamento diretamente com a Caixa e tem até seis meses para efetuar a compra.

   A loja que efetuar a  venda recebe o valor total em até dois dias úteis. Além disso, o cliente Construcard conta com uma ampla rede de estabelecimentos credenciados; paga somente os juros durante a fase de utilização; dispõe de um aplicativo para acompanhar as compras e limites disponíveis; e recebe de SMS a cada compra realizada; entre outros.

  O varejo de materiais de construção no RN tem cerca de quatro mil lojas faturando em torno de R$ 480 milhões por ano, e gera aproximadamente 20 mil empregos formais diretos, ressalta o vice-presidente da Fecomércio e membro da Câmara Brasileira de Materiais de Construção da CNC, Luiz Lacerda (foto).36E98mV.jpg

  “Temos quase 100 itens financiáveis, com taxas de juros diferenciadas, que ficam entre 1,69% e 3,85%. O cliente vai sair da agência com o cartão em mãos, com valores liberados que ficam entre R$ 1 mil até R$ 200 mil, com um período de até seis meses para efetivar suas compras, e um prazo de até 240 meses para pagar”, afirmou o gerente regional Pessoa Jurídica da Caixa, José Ricardo Barbosa Gama.

  O lançamento dessa reformulação do Construcard,  foi realizado nesta quarta-feira na sede da Fecomercio e contou com a  o presidente Sindicato dos Representantes Comerciais e das Empresas de Representação Comercial no Estado do RN, Francisco Sales de Souza Neto; o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Santa Cruz, Márcio Macedo; o diretor Executivo da Fecomércio, Jaime Mariz além de gerentes de agências da CEF assessores da Federação do Comércio.



Senar/RN faz concurso para preenchimento de vagas no seu quadro

Airton Bulhões,

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), administração regional do Rio Grande do Norte vai promover um concurso para preencher 9 vagas em seu quadro. As inscrições já começaram em vão até o dia 14 de junho.

O processo seletivo compreenderá em três (03) etapas: avaliação de conhecimentos, análise curricular e entrevista.

  As vagas são de nível superior e médio seguintes especialidades: Administrador (1); Assistente Social (1), Contador (1), Pedagogo (2), Recursos Humanos (1) e Assistente Administrativo (3).

  Os contratados deverão atuar em carga horária semanal de 40h, fazendo jus ao salário de R$ 3.425,17 (nível superior) e R$ 1.687,14 (nível médio).

   Os interessados em participar devem realizar as inscrições exclusivamente via internet, até o dia 24 de junho de 2019, no endereço eletrônico: https://www.cnabrasil.org.br/senar/processo-seletivo, efetuando o pagamento da taxa no valor de R$ 55,00 para cargos de nível superior e R$ 45,00 para cargos de nível médio, por meio de boleto bancário.

  Os candidatos inscritos serão classificados em três etapas, compostas por avaliação de conhecimentos, análise curricular e entrevista.

  A avaliação de conhecimentos será composta por prova objetiva com 30 (trinta) questões de múltipla escolha e prova discursiva composta por 01 (um) texto dissertativo, de no mínimo 20 e no máximo 30 linhas.  Somente serão analisados os currículos dos 20 (vinte) primeiros classificados de cada cargo na 1ª etapa (provas objetiva e discursiva) do processo seletivo.

  O presente processo seletivo terá validade de 12 (doze) meses a partir da data da publicação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez por igual período.



Partage Norte Shopping anuncia nova expansão com inauguração da Renner

Airton Bulhões,

   O Partage Norte Shopping Natal anuncia em seu programa de expansão para o segundo semestre a Renner a primeira unidade na região, como loja âncora, em área de 1.900 m².IAyFYzT.png

  A primeira etapa, que já está em estágio avançado, será entregue no final deste ano, contemplando vagas cobertas de estacionamento e mais 12 novas operações. 

  A Lojas Renner S.A. é a maior varejista de moda do Brasil. A companhia, constituída em 1965, foi a primeira corporação brasileira com 100% das ações negociadas em bolsa e está listada no Novo Mercado, grau mais elevado dentre os níveis diferenciados de governança corporativa da B3.

  A operação será inaugurada em novembro de 2020, na 2ª fase das obras de expansão. Toda a obra, o que inclui melhorias na atual área do shopping, teve início em 2019 e seguirá até 2022, proporcionando mais conforto, opções de lojas e infraestrutura para os clientes do Partage Norte Shopping, compreendendo a construção de mais lojas, deck parking, cobertura para as vagas já existentes e um novo acesso ao shopping, além da ampliação da Praça de Alimentação.

Para Adriano Capobianco, diretor comercial da Partage Shopping, a chegada da Renner marca a ótima fase que o empreendimento vivencia atualmente. “O Partage Norte Shopping Natal possui uma excelente taxa de ocupação de lojas, superior a 90%, o que demonstra que o Shopping é um bom campo de investimento para os empresários da região. Nosso objetivo é construir uma área de expansão que proporcione conforto, comodidade e novas opções de compras e lazer”, conta o executivo.

“Essa expansão visa fortalecer a relação de respeito e reconhecimento com a população da região, que acreditou e adotou o Shopping”, afirma Julio Macedo, diretor de Gestão e Marketing da Partage Shopping. 

SAIBA MAIS

  Inaugurado em dezembro de 2007, o Partage Norte Shopping Natal é o shopping da Zona Norte, a região que mais cresce em Natal. O empreendimento se transformou no principal centro de compras, serviços e lazer da população da Zona Norte e de cidades limítrofes.

   Contando com marcas como Americanas, C&A, Carrefour, Casas Bahia, Cinépolis, Le Biscuit, Magazine Luiza, Marisa, Mc Donald’s, Riachuelo, Smart Fit, entre outras operações nacionais e regionais.

A Partage Shopping está presente em 4 das 5 regiões do Brasil e, atualmente, possui oito shoppings em operação. A empresa foi criada em 1997, com sede na cidade de São Paulo. A Partage também administra o Shopping Pátio Marabá (Pará).

O Partage Norte Shopping conta com 36 mil m², distribuídos em dois pavimentos, onde se encontram 102 lojas, além de uma área de 27 mil m² para o estacionamento, que tem capacidade para 1.229 veículos. 



Louco por Coxinha franquia nascida no Alecrim está em franca expansão

Airton Bulhões,

   A empresa potiguar Louco por Coxinha que começou com um carrinho para vender coxinhas no bairro do Alecrim virou um case de sucesso e ganha reconhecimento da  Associação Brasileira de Franchising (ABS).

  Louco por Coxinha dispõe de 48 franquias espalhadas por todo o Brasil, sendo São Paulo e Salvador as cidades mais recentes a receber a franquia da empresa.

  Segundo Vítor Azevedo e Pablo Farias franqueadores do Louco por Coxinha o sucesso da franquia é resultado de muito de trabalho e qualidade em seus produtos.

   Louco por Coxinha tem um modelo de negócio de sucesso. A fábrica está localizada no Alecrim, onde tudo começou e possui uma área de 2.600m2, com uma capacidade de produção de 2 milhões de coxinhas ao dia.

   Com mais de 200m² de câmaras frias, a empresa gera mais de 50 empregos diretos e todo o lixo reciclado é doado para um grupo de catadores locais (incentivando a economia local).

  Além disso, processa mais de 16 toneladas de farinha de trigo por mês, reutiliza água da chuva e das câmaras frias para lavagem de piso e caminhões, além de doar o lixo orgânico para uma criação de suínos.

  O Louco por Coxinha gerou mais empregos e renda, mas a franquia não quer apenas ser uma empresa economicamente positiva, mas também impactar socialmente. Para isso, já está previsto, para o mês de julho, a criação de um Instituto, que beneficiará cerca de 20 crianças, filhas das colaboradoras da empresa.

  “Queremos ajudar ao próximo e deixar um legado tem sido a bandeira da nossa empresa. Acreditamos que cuidar da criança é cuidar do futuro”, completa Pablo.

   O sucesso da franquia é resultado de muito de trabalho e qualidade em seus produtos. Sendo uma empresa associada a Associação Brasileira de Franchising desde 2016, a franquia potiguar é a primeira e única franquia de fast-food a possuir um selo de qualidade em manipulação de alimentos, o PAS (Programa Alimentos Seguros), concedido pelo Senac/RN, méritos que devem ser levados em conta na hora de adquirir uma franquia.

  Expansão e a palavra chave para os empresários Pablo e Vitor para esse ano de 2019, eles querem fazer parte dessa estatística da ABF que estima um crescimento entre 8% a 10%

  SAIBA MAIS

   A Louco por Coxinha participará da 28º ABF Franchising Expo, maior feira de franquias do mundo, em São Paulo, nos dias 26 a 29 de junho, no Expo Center Norte. 

Compras para o Dia dos Namorados vai pesar menos no bolso dos casais

Airton Bulhões,

O Dia dos Namorados em 2019 vai pesar menos no bolso dos casais. A inflação calculada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) ficou em 2,35%, entre junho de 2018 e maio de 2019, ficando abaixo da inflação registrada pelo IPC-10/FGV para o mesmo período (5,06%).

   O levantamento feito pelo pesquisador do FGV IBRE Igor Lino e pelo coordenador do IPC do FGV IBRE André Braz levou em consideração produtos e serviços mais consumidos na data.

Os serviços mais demandados na programação dos casais, Teatros (-14,92%) e Show Musical (-2,81%), registraram queda em seus preços.

   No entanto, Cinema (6,83%), Bares e Lanchonetes (4,01%), Restaurantes (3,31%) e Hotel/Motel (3,04%) subiram mais que a inflação média do Dia dos Namorados (2,35%).

"Os preços estão convidativos, mas a economia está fraca. Poucas oportunidades de emprego tendem a diminuir o consumo. Usar a criatividade e gastar com moderação é uma boa estratégia para celebrar o dia dos Namorados", pontuou André Braz.

Outra boa notícia está nos preços dos presentes. Em média, o aumento foi de 1,22%, abaixo da inflação medida pelo IPC-10/FGV. Dentre as opções de presentes estão: Calçados Femininos (-1,02%), Perfume (-0,99%), Relógio (-0,73%), Calçados Masculinos (-0,26%) e Aparelho de DVD e Blu-Ray (-0,23%), que tiveram queda em seus preços. Ainda nesse segmento, a maior alta foi registrada nos preços de Cinto e Bolsa, 7,39%.

"Evitar parcelamentos é uma boa estratégia para manter o orçamento no azul. Compras à vista de presentes que cabem no orçamento são indicados", ponderou.



Caixa Econômica lança novas medidas para o crédito imobiliário

Airton Bulhões,

Com foco mantido na recuperação de atrasos de inadimplentes a Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira a redução de até 1,25 ponto percentual  nas taxas de juros para operações pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e divulgou também novas alternativas para renegociação de contratos habitacionais para pessoa física.608eLjU.png

A taxa mínima para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) será de 8,5% ao ano e a máxima de 9,75% ao ano. As novas taxas começam a valer a partir do dia 10 de junho.

A redução das taxas de juros do crédito imobiliário facilita o acesso à casa própria, além de ampliar a oferta de crédito imobiliário em condições competitivas de mercado, a redução dos juros demonstra nosso compromisso com as melhores condições de financiamento para as pessoas e colabora para a retomada de investimentos no setor, com a criação de empregos, mais renda e aquecimento da economia.

SAIBA MAIS

Os clientes pessoa física da Caixa também terão novas alternativas e facilidades para regularização de dívidas do financiamento imobiliário. A renegociação atinge cerca de 600 mil famílias e deve beneficiar 2,3 milhões de pessoas.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, foram preparadas novas condições para os clientes regularizarem as dívidas dos contratos habitacionais em atraso. “Entendemos que os brasileiros passaram por situações difíceis nos últimos anos e, diante disso, estamos oferecendo uma oportunidade para que possam regularizar os pagamentos, adequar os compromissos e manter o equilíbrio financeiro familiar”, diz o presidente.

Para os contratos de financiamento habitacional serão oferecidas diferentes opções de negociação da dívida, com destaques para:

·  Pagar à vista um valor de entrada e incorporar as parcelas atrasadas nas próximas prestações a vencer até o fim do prazo contratual.

·  Utilização do saldo da conta vinculada do FGTS para reduzir o valor da prestação, conforme regras do Fundo.

·  Alteração da data de vencimento da prestação.

·  O cliente que não se enquadrar nos critérios anteriores pode procurar uma agência da Caixa para verificar as possibilidades de um acordo.

As condições de renegociação oferecidas dependem da situação do contrato, tais como valor contratado, valor da garantia, cota de financiamento e quantidade de prestações já pagas.jNPjCSE.png

MAIS INFORMAÇÕES

As condições de renegociação oferecidas dependem da situação do contrato, tais como valor contratado, valor da garantia, cota de financiamento e quantidade de prestações já pagas.

Essa ação é para todo o território nacional e os clientes poderão receber atendimento pelo telefone 0800 726 8068 opção 8, pelo site www.caixa.gov.br/negociar, nas redes sociais da CAIXA no Facebook (facebook.com/caixa) e Twitter (twitter.com/caixa), App CAIXA Habitação, Internet Banking CAIXA (IBC), além das agências.


41-60 de 1865